Recepção do Vaticano II em discussão

Revista ihu on-line

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mulheres na pandemia. A complexa teia de desigualdades e o desafio de sobreviver ao caos

Edição: 548

Leia mais

Mais Lidos

  • Uma visão do suicídio no Brasil em resposta à outra visão apresentada

    LER MAIS
  • "É hora de reaprender a arte de sonhar com os xamãs nativos"

    LER MAIS
  • O Evangelho de Lucas, “ano C”

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


16 Junho 2011

Publicamos aqui a carta do historiador italiano Massimo Faggioli ao editor da revista católica britânica The Tablet, criticando uma recente resenha sobre a obra do arcebispo Agostino Marchetto sobre o Concílio Vaticano II.

Faggioli é doutor em história da religião e professor de história do cristianismo no departamento de teologia da University of St. Thomas, em Minneapolis-St. Paul, nos EUA. A tradução é de Moisés Sbardelotto.

Eis o texto.

Ao editor da The Tablet

A honra de ver o meu nome na The Tablet, ao lado de nomes de eminentes teólogos como Jean-Marie R. Tillard e Hermann J. Pottmeyer, não evitou o choque que senti ao ler a última edição (9 de junho de 2011, página 21). Devo dizer que não podia acreditar no que eu li quando vi a resenha de Gavin D`Costa sobre a coleção de resenhas de livros publicados neste último período por Agostino Marchetto sobre a historiografia do Concílio Vaticano II.

Aqueles que leram a Storia del Vaticano II, em cinco volumes, editada pelo falecido Giuseppe Alberigo e a coleção de Marchetto sabe que a avaliação de Gavin D`Costa está bem longe de atingir o alvo, e por várias razões. Ninguém (exceto blogueiros católicos ideologizados) considera a contribuição de Marchetto importante para o debate historiográgico e teológico sobre o Vaticano II – e isso não pelo fato de serem católicos "liberais" ou "conservadores"

Há historiadores e teólogos sérios e, sobre o assunto, jornalistas empenhados em acompanhar o debate sobre o Vaticano II, com visões diferentes.

Como o 50º aniversário se aproxima, é muito deplorável que o revisionismo propugnado por Marchetto tenha sido oferecido aos leitores da The Tablet, graças a uma resenha que claramente não está a par dos problemas em jogo, nem dos seus intérpretes.

Dr. Massimo Faggioli

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Recepção do Vaticano II em discussão - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV