Antigos temores novos muros

Revista ihu on-line

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mulheres na pandemia. A complexa teia de desigualdades e o desafio de sobreviver ao caos

Edição: 548

Leia mais

Clarice Lispector. Uma literatura encravada na mística

Edição: 547

Leia mais

Mais Lidos

  • O declínio da Teologia da Libertação: uma releitura de 'O novo rosto do clero' de Agenor Brighenti

    LER MAIS
  • Biden e o Papa – a lista negra da Igreja nos Estados Unidos e o futuro do catolicismo. Artigo de Massimo Faggioli

    LER MAIS
  • Liturgia e sinodalidade. Questões-chave

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


27 Setembro 2021

 

Não bastavam os muros e as cercas já existentes, nem mesmo os agentes a cavalo que entraram em ação usando chicotes, usados, aliás, sem nenhuma consideração, despertando a indignação até da Casa Branca. Agora, para deter os migrantes - a maioria haitianos em fuga de um país já muito pobre, devastado primeiro por um violento terremoto, depois por um tornado impiedoso e abalado pelo assassinato do presidente - o governador do Texas, Greg Abbott, decidiu enviar para a fronteira com o México centenas de veículos da força da ordem do estado para formar uma barricada contra os migrantes.

A reportagem é de publicada por L'Osservatore Romano, 23-09-2021. A tradução é de Luisa Rabolini.

O resultado é uma fila de carros de vários quilômetros ao longo do Rio Bravo. Um “muro de metal”, como o definiu o governador republicano, insatisfeito com a forma como o governo federal está gerindo a situação e que por isso pretende dar “passos sem precedentes” diante da nova onda de migrantes - 15.000 em poucos dias - aglomerados na cidade de Del Rio. Em suma, novos muros para velhos temores.

O Alto Comissário da ONU para Refugiados, Filippo Grandi, definiu a situação como "deplorável", exortando os Estados Unidos a respeitar as obrigações internacionais, a suspender as restrições aplicadas na fronteira e evitar expulsões em massa sem um exame das necessidades de proteção dos indivíduos.

Enquanto isso, cenas de raiva e desespero foram registradas no aeroporto de Porto Príncipe, onde migrantes recém-repatriados voltavam correndo para o avião em que haviam chegado.

Arquivadas a emoção e as expressões de circunstância após a devastação de uma ilha que está nas últimas, ninguém parece realmente se importar com o destino dessa população atormentada.

 

Leia mais

 

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Antigos temores novos muros - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV