O retorno dos disquetes. Arquivos apreendidos em investigação na Secretaria de Estado do Vaticano

Revista ihu on-line

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mulheres na pandemia. A complexa teia de desigualdades e o desafio de sobreviver ao caos

Edição: 548

Leia mais

Clarice Lispector. Uma literatura encravada na mística

Edição: 547

Leia mais

Mais Lidos

  • Os católicos ainda leem? Sinodalidade e a “Igreja que escuta” nesta era digital. Artigo de Massimo Faggioli

    LER MAIS
  • Estou obcecado pelo Evangelho. O Evangelho não é Religião. Artigo de José María Castillo

    LER MAIS
  • Tenho medo dos padres

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


13 Julho 2021

 

Disquetes, em desuso desde o final do século passado, foram encontrados na Secretaria de Estado do Vaticano, como parte da investigação sobre propriedade em Londres.

A reportagem é de Loup Besmond de Senneville, publicada por La Croix, 12-07-2021. A tradução é de Wagner Fernandes de Azevedo.

Quando se examinam as 487 páginas do relatório investigativo em que os magistrados traçam como o Vaticano foi enganado no chamado “London affair”, um detalhe particular chama a atenção.

Consiste em duas palavras: “floppy disk” (disquete).

Essas palavras aparecem em uma lista de materiais apreendidos pelo sistema de justiça do Vaticano.

Neste caso, investigadores confiscaram cinco disquetes da Secretaria de Estado contendo 1,44 MB de informação.

Mas quem ainda usa disquetes? Eles desapareceram ao final dos anos 1990. E além de tudo, há algum computador entre os muros da Cidade Leonina que ainda possa ler esses discos?

Isso não é impossível.

Na realidade, o Vaticano manteve práticas de comunicação internas que datam de muitos anos atrás.

A Secretaria de Estado é o escritório central da Cúria Romana que auxilia o papa no seu trabalho. Todos os textos publicados pelo Vaticano devem passar ali para validação. E algumas vezes isso demanda que outros dicastérios enviem documentos... via fax!

Muito compreensivelmente, isso deixa perplexa a geração mais jovem de funcionários do menor estado do mundo.

Isso não quer dizer que não existam meios eletrônicos no Vaticano.

Prelados e leigos dependem muito do e-mail e enviam mensagens no WhatsApp ou em seu equivalente mais seguro, o Signal.

Mas a sobrevivência contínua de disquetes e faxes é mais um sinal de que o tempo passa em seu próprio caminho aqui.

 

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

O retorno dos disquetes. Arquivos apreendidos em investigação na Secretaria de Estado do Vaticano - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV