Departamentos de Teologia não podem focar apenas no acadêmico. Formação espiritual e moral são necessárias

Revista ihu on-line

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mulheres na pandemia. A complexa teia de desigualdades e o desafio de sobreviver ao caos

Edição: 548

Leia mais

Mais Lidos

  • Metaverso? Uma solução em busca de um problema. Entrevista com Luciano Floridi

    LER MAIS
  • Comunidades Eclesiais de Base, sim. Artigo de Pedro Ribeiro de Oliveira

    LER MAIS
  • A implementação do Concílio no governo do Papa Bergoglio. Artigo de Daniele Menozzi

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


22 Mai 2021

 

“Os teólogos têm a responsabilidade de trazer a tradição cristã para lidar com questões contemporâneas para um público mais amplo em várias plataformas de mídia”, escreve Carolyn Weir Herman, doutora em Teologia Sistemática no Boston College, em artigo publicado por America, 20-05-2021. A tradução é de Wagner Fernandes de Azevedo.

 

Eis o artigo.

 

Refletindo sobre a atual crise da teologia católica nas faculdades e universidades católicas dos EUA e a crise nos seus departamentos de teologia, Grant Kaplan foca amplamente na identidade católica dos departamentos, presumindo que se os departamentos expandissem a catolicidade, então a identidade católica das instituições estará sustentada. Kaplan corretamente enfatiza a necessidade de priorizar a teologia católica, e eu acrescentaria que departamentos de teologia poderiam aumentar a identidade católica através do contínuo engajamento com a tradição cristã e outras disciplinas, formação mais integrada de estudantes e acadêmicos e serviço para a igreja global e a comunidade humana.

Os departamentos de teologia devem assegurar que os estudantes e professores mergulhem na tradição cristã e coloquem essa pesquisa em diálogo com métodos e campos de estudo contemporâneos. Por meio da pesquisa de fontes fundamentais e questões essenciais, a teologia católica não deve simplesmente transmitir doutrinas, mas interpretar a tradição novamente para cada século. Tal trabalho requer a utilização de diversos métodos e campos de estudo disponíveis em um determinado momento. A teologia, portanto, leva a fé e a razão ao diálogo uma com a outra para abordar o mundo presente. De acordo com Kaplan, a integração da teologia com outros métodos e disciplinas contribuiu para a perda da identidade católica nos departamentos de teologia. Embora Kaplan esteja certo em se preocupar em defender o lugar principal da teologia católica, os departamentos de teologia também têm a responsabilidade de levar a sério os métodos, campos de estudo e questões de hoje.

Os departamentos de teologia poderiam ser mais recentes na teologia católica, dando maior atenção a uma formação intelectual, espiritual e moral mais integrada de alunos e professores. Visto que o estudo teológico mudou do seminário para a universidade, os departamentos de teologia devem encontrar maneiras criativas de desenvolver a erudição intelectual em uma vida de oração e serviço. Entre outras coisas, uma formação espiritual e moral mais robusta ensina aos alunos e estudiosos práticas de discernimento, permitindo-lhes refletir mais profundamente sobre sua própria experiência e a dos outros. Como disse o padre Michael Himes em sua “Última Conferência” no Boston College, “a teologia envolve permitir que a experiência dê uma nova visão sobre a tradição e permitir que a tradição dê coerência e inteligibilidade às nossas experiências”. Formar as buscas intelectuais dos alunos e professores dentro da presença do mistério de Deus dará à teologia católica a profundidade espiritual e moral necessária para ser duradoura e vital hoje.

Além disso, os departamentos de teologia católica têm a responsabilidade de servir às comunidades eclesiais e humanas globais por meio de bolsas de estudo e jornalismo teológico. Kaplan afirma que “sem um envolvimento mais profundo com a tradição e sem formação em práticas que juntem o espiritual e o intelectual, os departamentos de teologia correm o risco de ‘produzir mais jornalistas teológicos do que estudiosos de teologia’”. Os teólogos têm a tarefa de promover o conhecimento e contribuir nas discussões com seus colegas no grupo teológico; ainda assim, eles também têm a responsabilidade de trazer a tradição cristã para lidar com questões contemporâneas para um público mais amplo em várias plataformas de mídia.

Por fim, os departamentos de teologia podem enriquecer o papel central da teologia católica ao se envolver continuamente com a tradição, formando alunos e professores de forma mais intencional, e servindo à comunidade mundial por meio do jornalismo teológico e da bolsa de estudos. Ao adotar essas práticas, os departamentos de teologia promoverão sua própria identidade católica e a das faculdades e universidades católicas dos EUA.

 

Nota do Instituto Humanitas Unisinos – IHU

De 04 de junho a 10 de dezembro de 2021, o IHU realiza o XX Simpósio Internacional IHU. A (I)Relevância pública do cristianismo num mundo em transição, que tem como objetivo debater transdisciplinarmente desafios e possibilidades para o cristianismo em meio às grandes transformações que caracterizam a sociedade e a cultura atual, no contexto da confluência de diversas crises de um mundo em transição.

 

XX Simpósio Internacional IHU. A (I)Relevância pública do cristianismo num mundo em transição

 

 

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Departamentos de Teologia não podem focar apenas no acadêmico. Formação espiritual e moral são necessárias - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV