Covid-19: A Índia é o novo epicentro da pandemia global

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • Francisco desafia Trump com primeiro cardeal afro-americano

    LER MAIS
  • Sem reformas, não somos mais Igreja. Entrevista com Martin Werlen

    LER MAIS
  • Surgem provas de que o Vaticano censurou o Papa Francisco em 2019

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


15 Setembro 2020

"A Índia é o epicentro da pandemia global quando se considera os novos casos e as novas mortes. Mas em termos de novos eventos por milhão de habitantes o gigante do sul da Ásia ainda apresenta coeficientes baixos", escreve José Eustáquio Diniz Alves, doutor em Demografia e pesquisador titular da Escola Nacional de Ciências Estatísticas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – ENCE/IBGE, em artigo publicado por EcoDebate, 14-09-2020.

Eis o artigo.

O mundo se aproxima de 30 milhões de pessoas infectadas e de 1 milhão de mortes pela covid-19. A epidemia teve início na China, se espalhou para outros países da Ásia, tomou grande impulso na Europa, saltou para os Estados e se avolumou na América Latina. Agora o epicentro da pandemia se encontra na Índia.

O gigante do sul da Ásia é o país com o maior número de casos e de mortes diárias, embora ainda tenha coeficientes de incidência e de mortalidade relativamente baixos. Em cifras diárias a liderança indiana é inquestionável na atualidade.

O gráfico abaixo, do jornal Financial Times (dia 13/09/2020), apresenta a média móvel de 7 dias e mostra que o número de novas pessoas infectadas na Índia está próxima da impressionante cifra de 100 mil casos por dia. Os Estados Unidos vem em seguida com uma média de 33 mil casos diários e o Brasil com 28 mil casos diários. Rússia, Peru e Colômbia aparecem com cifras entre 5 mil e 7 mil casos diários.

Novos casos confirmados de Covid-19 na Índia, Estados Unidos, Rússia, Brasil, Peru e Colômbia. (Fonte: Financial Times)

Em relação à média diária de mortes, a Índia é o único país, na atualidade, que permanece com cifras acima de 1 mil óbitos por dia. Brasil e os EUA estão apresentando cifras na casa de 700 óbitos diários. A Colômbia ultrapassou os demais países e está com uma média móvel de mais de 200 óbitos por dia. O Peru e a Rússia estão com cifras entre 100 e 150 óbitos por dia.

Novas mortes atribuídas a Covid-19 na Índia, Estados Unidos, Rússia, Brasil, Peru e Colômbia. (Fonte: Financial Times)

Quando se leva em consideração a dimensão demográfica dos países, a situação muda. O gráfico abaixo, apresenta o coeficiente de incidência para os 6 países em consideração. Nota-se que a liderança é do Peru com 172 casos por milhão de habitantes. Em seguida aparecem Colômbia com 143 casos por milhão, Brasil com 130 casos por milhão e EUA com 100 casos por milhão. A Índia com 67 casos por milhão, ultrapassou a Rússia com 37 casos por milhão. Mas a Índia é o único dos 6 países que apresenta coeficiente em alta.

Novos casos confirmados de Covid-19 na Índia, Estados Unidos, Rússia, Brasil, Peru e Colômbia. (Fonte: Financial Times)

O gráfico abaixo, apresenta o coeficiente de mortalidade para os 6 países em pauta. Nota-se que, atualmente, a liderança é da Colômbia com 4,5 óbitos por milhão de habitantes. O Peru com 4 óbitos por milhão e o Brasil com 3,4 óbitos por milhão vêm em seguida. Os EUA apresentam um coeficiente de 2 óbitos por milhão. A Rússia tem 0,7 óbitos por milhão. A Índia que tinha coeficiente muito baixo, é o único dos 6 países que apresenta alta e apresenta coeficiente de 0,8 óbitos por milhão de habitantes no dia 13 de setembro.

Novas mortes atribuídas a Covid-19 na Índia, Estados Unidos, Rússia, Brasil, Peru e Colômbia. (Fonte: Financial Times)

A Índia é o epicentro da pandemia global quando se considera os novos casos e as novas mortes. Mas em termos de novos eventos por milhão de habitantes o gigante do sul da Ásia ainda apresenta coeficientes baixos.

No Brasil a pandemia está perdendo força no Brasil, mas o país não está livre de uma segunda onda. No mundo a pandemia continua avançando com cerca de 300 mil casos e 5 mil mortes por dia. A produção de vacinas está caminhando em ritmo acelerado, mas ainda falta muito para que toda a população mundial possa ser imunizada. Falta muito para o fim da pandemia.

 

Referências:

ALVES, JED. A pandemia de Coronavírus e o pandemônio na economia internacional, EcoDebate, 09/03/2020. Disponível aqui.

ALVES, JED. A América Latina responde por mais de 40% das mortes da covid-19 há mais de 2 meses, EcoDebate, 24/08/2020. Disponível aqui.

ALVES, JED. A Argentina ultrapassa o Chile e ocupa o 10º lugar no ranking global dos casos da covid-19, EcoDebate, 31/08/2020. Disponível aqui.

Financial Times. Coronavirus tracked: the latest figures as countries start to reopen. The FT analyses the scale of outbreaks and the number of deaths around the world. Disponível aqui.

 

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Covid-19: A Índia é o novo epicentro da pandemia global - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV