Franciscanos lançam RAP para o Dia Mundial de Oração pelo Cuidado da Criação

Revista ihu on-line

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mulheres na pandemia. A complexa teia de desigualdades e o desafio de sobreviver ao caos

Edição: 548

Leia mais

Clarice Lispector. Uma literatura encravada na mística

Edição: 547

Leia mais

Mais Lidos

  • Santa Teresa de Jesus: inquieta, andarilha, desobediente e muito mais...

    LER MAIS
  • COP26. Kerry reduz as expectativas sobre a cúpula de Glasgow: “Rumo a compromissos ainda insuficientes para alcançar…”

    LER MAIS
  • Diocese Anglicana no Paraná sagrará bispa coadjutora em Curitiba

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


03 Setembro 2020

Este dia 1º de setembro, Dia Mundial de Oração pelo Cuidado da Criação, abre o Tempo da Criação, como parte da Revolução Laudato Si’, uma campanha franciscana global para a conversão ecológica integral. O escritório do Serviço de Justiça Paz e Integridade da Criação (JPIC) da Ordem dos Frades Menores celebra o Dia Mundial de Oração pelo Cuidado da Criação deste ano com o RAP “Laudato Si’ Revolution”, recentemente lançado pelo Frei Sandesh Manuel, OFM.

A reportagem é de Escritório Geral de Justiça, Paz e Integridade da Criação (JPIC), publicada por Franciscanos.org.br, 01-09-2020.

O vídeo musical, que é o segundo da campanha, está cheio de energia e inspiração para uma conversão ecológica. Nos convida a dar um passo de ousadia para viver nossa vocação franciscana de um modo mais radical no mundo de hoje. O Papa Francisco pediu que nos comprometêssemos com o diálogo inter-religioso pela ecologia integral. É por isso que o vídeo contém alguns clips de grupos multirreligiosos de todo o mundo. Veja, cante, compartilhe com os demais e participe desta ação! Cremos que tem suficiente poder para unir outras tradições religiosas e a juventude na campanha. Sintamos o ritmo e atuemos!

Necessitamos deixar nosso ego, até que abandonemos a nossa vaidade
Não somos Deus, nosso papel é ser humanidade
Muitas coisas devem mudar, porque não começar por nós mesmos?
Mas eu sei que existem detratores que querem discutir.

Outros são passivos, preferem não mudar
Todos os seus hábitos, então se perguntam porque são culpados
E em termos de negócios e consumismo
Penso que perdemos a noção do que é real e o que não é. 

De uma forma ou de outra todos queremos ver a luz
Então porque não começar a viver desde hoje em nome de Cristo?
Como São Francisco e deixar todas nossas posses
Faz isso e verás o que acontece com as tuas obsessões.

Eleva tuas mãos para o alto enquanto escutas esta canção
Alegra-te em nome de Jesus, percebe que podemos seguir bem
Não podemos substituir a beleza com construções feitas por homens
Muda tua forma de viver e deixa para trás todos os empecilhos.

(versículo 2)

Foto: Reprodução/Youtube

O Conselho Plenário da Ordem 2018, no número 188 nos diz

“Na evangelização e na catequese, valer-nos da arte, da cultura e da natureza à luz da Laudato Si’; usar os instrumentos das novas tecnologias para convidar os jovens a participarem mais profundamente do mundo real, para envolvê-los na realidade dos pobres, da Igreja e de Deus de modo mais concreto e encarnado; fazer de modo que se criem conexões com pessoas de outras culturas, países e continentes”.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Franciscanos lançam RAP para o Dia Mundial de Oração pelo Cuidado da Criação - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV