A doação do Papa ao Brasil ferido pela pandemia

Revista ihu on-line

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mulheres na pandemia. A complexa teia de desigualdades e o desafio de sobreviver ao caos

Edição: 548

Leia mais

Clarice Lispector. Uma literatura encravada na mística

Edição: 547

Leia mais

Mais Lidos

  • Desigualdade. Artigo de Ladislau Dowbor

    LER MAIS
  • “É preciso afastar Bolsonaro já para parar a matança”. Entrevista com Chico Whitaker

    LER MAIS
  • Segredo, confissão e abuso: Cardeal Federigo, o Inominado e Lúcia. Artigo de Andrea Grillo

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


18 Agosto 2020

A Esmolaria Apostólica torna mais uma vez concreta a proximidade de Francisco com aqueles que mais sofrem com as consequências da propagação da Covid-19. A mobilização está em várias frentes e visa encontrar materiais e equipamentos eletromédicos para doar às diversas estruturas que se encontram em situação de emergência e pobreza. Hoje o destino é o Brasil.

A reportagem é de Andrea De Angelis, publicada por Vatican News, 17-08-2020. A tradução é de Luisa Rabolini.

Com um empenho incessante e universal, a Esmolaria Apostólica continua a apoiar aqueles que, em todos os cantos do mundo, são os mais atingidos pela Covid-19. Faz isso realizando a vontade do Papa: mostrar generosidade e solidariedade com as populações e os países em maior sofrimento, realidades onde a emergência ligada à pandemia colocaram os sistemas de saúde já fortemente provados por outras dificuldades, em maior crise. Uma “mobilização de diferentes formas e em várias frentes” aquela da Esmolaria em busca de equipamentos médicos para salvar vidas para doar a quem tem dificuldades para encontrar os meios de curar vidas humanas. Nesse caso, estamos falando do Brasil, o segundo país mais atingido no mundo pelo novo coronavírus.

“Nestes dias – informa o comunicado de hoje da Esmolaria Apostólica, assinado pelo cardeal Konrad Krajewski – serão enviados ao Brasil 18 ventiladores pulmonares Draeger para terapia intensiva e 6 ecógrafos portáteis Fuji”. Uma ajuda concreta, tornada possível "graças ao generoso empenho – continua o comunicado – da Associação Hope Onlus que, altamente especializada em projetos humanitários em saúde e educação, tem trabalhado para encontrar equipamentos médicos para salvar vidas de alta tecnologia junto a diferentes doadores, para o procedimento de transporte e instalação nos hospitais de destino”.

O papel da Nunciatura Apostólica

A ajuda da Esmolaria Apostólica concretiza-se com o apoio das Nunciaturas e da Igreja local. “Uma vez no Brasil, esses dispositivos – é especificado no comunicado de hoje – serão entregues e doados aos hospitais que a Nunciatura Apostólica indicou no território nacional para que esse gesto de solidariedade cristã e de caridade possa realmente ajudar os mais pobres e necessitados”. No Brasil, lembramos, existem mais de 3 milhões e 300 mil casos de Covid-19 e pelo menos 107 mil vítimas.

A atenção aos mais necessitados

Já na primavera passada, ventiladores doados por Francisco haviam chegado ao continente americano – da Venezuela ao Haiti, mas também ao próprio Brasil e outros países – e ao asiático, com aqueles enviados, por exemplo, a Bangladesh. Também à Europa – basta pensar na Itália, Espanha e Ucrânia – e depois ao continente africano, onde Camarões e Zimbábue estão entre os países que receberam os ventiladores. As doações continuaram durante a temporada de verão europeu, a mais recente para o Brasil.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

A doação do Papa ao Brasil ferido pela pandemia - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV