Juventudes e Racismo Estrutural, em debate no Cepat

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • Um gargarejo nos salvará? Enxaguar a boca e o nariz por 30 segundos com produtos de uso comum reduz muito a carga viral

    LER MAIS
  • Karl Rahner sobre o que significa amar Jesus

    LER MAIS
  • Nós precisamos repensar radicalmente a forma como vivemos e trabalhamos

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


22 Julho 2020

Centro de Promoção de Agentes de Transformação (CEPAT) promoverá, no dia 12 de agosto, às 16h, um debate online intitulado "Juventudes e Racismo Estrutural: como resistir e construir uma nova história?", pelo Ciclo de debates e vivências: Juventudes, Direitos Humanos e Democracia.

Para mediar e conduzir o debate online, o CEPAT contará com a presença de Eliane Dias, que é mulher negra, mãe, empresária, advogada, política e feminista.

O debate acorrerá na página do Facebook do Cepat e também no Canal do YouTube.

Conheça melhor Eliane Dias

Apesar de entrar no mercado formal de trabalho aos 14 anos, Eliane já trabalhava de forma informal. Atualmente é advogada, empresária, palestrante, escritora, colunista da revista digital “Marie Claire” e empreendedora musical o que lhe conferiu o prêmio Womens Music Event Awards. Atualmente, faz MBA em Gestão de Negócios na Fundação Getúlio Vargas, vislumbrando um novo nicho no empreendedorismo.

Vem sendo exemplo não só para as mulheres que a cercam, mas para todas as pessoas que passam a conhecê-la. Por onde anda, busca deixar palavras que inspirem as pessoas como: coragem, esperança, determinação, resistência, foco, respeito e carinho. Dona de uma vida que não é fácil, mas não se deixa limitar e conclui tudo o que planeja.

Ao lado de três sócios (um deles seu companheiro), criou a produtora Boogie Naipe que foi pensada a princípio para cuidar apenas da carreira de Mano Brown e acabou tomando proporções maiores. Hoje, a produtora pertence apenas ao casal e, há algum tempo, é responsável pela consolidação da carreira de Mano BrownEdi rockAlt niss, Filiph NeoVictoria Cerrid e do grupo Racionais Mc´s.

Desde 2011, tem um trabalho voltado para o empoderamento e visibilidade das mulheres negras, que ainda são invisibilizadas no contexto das desigualdades racial e de gênero, no Brasil. Toda a sua história até aqui foi construída por conta da sua essência feminista e de nunca desistir de buscar o que é seu por direito.

Confira o cartaz de divulgação:

 

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Juventudes e Racismo Estrutural, em debate no Cepat - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV