Covid-19 acelera demanda por alimentos veganos na Ásia

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • Bolsonaro é retratado como criminoso de guerra em vídeo sobre Amazônia

    LER MAIS
  • É desumano continuar a morrer sozinhos. E não digam que não poderia ter sido feito de outra forma

    LER MAIS
  • Posição da Associação Médica Brasileira sobre COVID-19 e Vacinação

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


17 Julho 2020

Justificativa está na associação não apenas do novo coronavírus com a utilização e consumo de animais, mas também de outras emergentes doenças zoonóticas.

A reportagem é publicada por Vegazeta, 16-07-2020.

De acordo com publicação deste mês do Nikkei Asian Review, a pandemia de covid-19 tem sido determinante para acelerar a demanda por alimentos veganos na Ásia, principalmente alternativas às proteínas de origem animal.

A justificativa está na associação não apenas do novo coronavírus com a utilização e consumo de animais, mas também de outras emergentes doenças zoonóticas.

Somente o movimento asiático de sustentabilidade Green Monday, que lançou no mercado substitutos de carne sob a marca OmniFoods, já registrou aumento de mais de 120% em vendas durante a pandemia.

Outro exemplo é a Marukome, que produz análogos à carne a partir da soja e neste período viu as vendas desses produtos aumentarem em pelo menos 96%, segundo o Nikkei Asian Review.

Além disso, estão surgindo novas empresas locais dedicadas ao mercado asiático que hoje tem chamado a atenção de empresas dos EUA como Beyond Meat, Impossible Foods e Just.

O covid-19 representa uma chance para a Ásia reavaliar o consumo de carne, de acordo com o movimento Green Monday: “O coronavírus expõe o risco à saúde pública e à sustentabilidade do nosso sistema alimentar dependente de carne, o que significa uma oportunidade para o setor de alimentos à base de vegetais.”

Vale lembrar que antes da pandemia o cenário Ásia-Pacífico já era promissor. Segundo o Euromonitor International, só em 2019 o mercado de alternativas à carne nessa região movimentou o equivalente a mais de R$ 81 bilhões, um aumento de 4,75% em relação a 2018. A previsão para o final de 2020 é de crescimento de 11,6% – chegando a R$ 91,2 bilhões. 

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Covid-19 acelera demanda por alimentos veganos na Ásia - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV