O teólogo: “Em relação aos homossexuais, a igreja deveria pedir perdão”

Revista ihu on-line

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mulheres na pandemia. A complexa teia de desigualdades e o desafio de sobreviver ao caos

Edição: 548

Leia mais

Clarice Lispector. Uma literatura encravada na mística

Edição: 547

Leia mais

Mais Lidos

  • Seu bispo necessita dos seus conselhos: o que dirá a ele?

    LER MAIS
  • Só um radical ecossocialismo democrático pode mudar o horizonte

    LER MAIS
  • Dinâmica religiosa nos Estados Unidos. Artigo de José Eustáquio Diniz Alves

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


12 Junho 2020

“A Igreja não deveria falar sobre esse tema. Ou, se realmente deseja fazê-lo, deveria primeiro pedir desculpas, pedir perdão pela forma como marginalizou as pessoas homossexuais. Essa nota da CEI é uma pesada pedra sobre muitos fiéis homossexuais que - vários me procuraram escandalizados - buscam seu próprio caminho dentro da Igreja”.

O padre Alberto Maggi, sacerdote e biblista, frade da Ordem dos Servos de Maria, que fundou o Centro "Vannucci" de Estudos Bíblicos em Montefano, está surpreso e ao mesmo tempo amargurado pelo texto com o qual os bispos italianos rejeitam as propostas de lei contra os crimes de homo-transfobia.

A entrevista é de Paolo Rodari, publicada por la Repubblica, 11-06-2020. A tradução é de Luisa Rabolini.

Eis a entrevista.

Padre Maggi, o episcopado italiano diz que, com mais normas incriminadoras, acabaria se atingindo a expressão de uma opinião legítima. O que acha?

Os bispos falam desta vez sem razão. É mais um passo em falso em relação aos homossexuais que, apesar de tudo, permanecem na Igreja ou tentam permanecer.

Por quê?

É um texto que poderia ter sido escrito pelos Fratelli D'Italia - Deus, pátria, família, e coisas assim - não homens de fé. Gostaria de saber quais são os interesses políticos por trás dessa nota. Caso contrário, não consigo explicar essa manifestação. Quem pressionou os bispos a se expressarem dessa maneira? E por que eles decidiram se expressar? São perguntas que não terão respostas. Mas as dúvidas permanecem e não são poucas.

Você acredita que não seja real o risco de que seja instituído um crime de opinião, como afirma a nota?

O único crime, aliás eu diria mais, o único pecado aqui é aquele contra o Espírito Santo feito por bispos que dizem por conveniência e interesse que o bem é mal e o mal é bem. A Igreja não leva em consideração os sofrimentos morais sofridos por muitos homossexuais por sua causa e não leva em consideração os sofrimentos que ainda hoje lhes inflige. Quantos adolescentes por culpa da Igreja e de alguns homens da Igreja tentaram o suicídio por se sentirem em pecado?

Entre outras coisas, Jesus nunca fala de homossexualidade.

Exato. O Senhor não fala disso, embora a homossexualidade estivesse presente em seu tempo. E se ele não fala sobre isso, por que os bispos deveriam falar? Para Jesus, a orientação sexual não importa, mas que a pessoa seja orientada para o bem, para Deus. Também que fique bem claro: toda forma de amor é abençoada por Deus.

O que mais Jesus diz?

Muitas coisas. Ele é muito severo, por exemplo, na parábola dos devedores, com aqueles que são muito severos e cruéis com os outros, enquanto perdoam tudo a si mesmos. Jesus perdoa todos, que fique claro, mas não tolera que quem recebe o perdão sufoque, tire a vida e o ar a outros em nome de sabe-se lá qual direito. Ele diz ai de quem que coloca pesos nos ombros das pessoas e depois esses pesos nem sequer os levanta com um dedo. É uma hipocrisia intolerável, isso sim. Não sei por que, no final, essa linha sempre é a que prevalece na Igreja. Mas é assim e não é algo bom.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

O teólogo: “Em relação aos homossexuais, a igreja deveria pedir perdão” - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV