Igreja intercede por doentes e pede solidariedade

Revista ihu on-line

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mulheres na pandemia. A complexa teia de desigualdades e o desafio de sobreviver ao caos

Edição: 548

Leia mais

Clarice Lispector. Uma literatura encravada na mística

Edição: 547

Leia mais

Mais Lidos

  • Papa Francisco ataca o 'desejo de poder', a 'rigidez disciplinar' e a 'deslealdade' nas associações de fiéis, dos movimentos eclesiais e das novas comunidades

    LER MAIS
  • O que significa ser padre hoje? Artigo de Timothy Radcliffe

    LER MAIS
  • Paulo Freire. Cem anos de solidão pedagógica?

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


01 Abril 2020

A Igreja Unida do Canadá divulgou oração para esses tempos do Covid-19, de autoria do reverendo Richard Bott. A prece pede que as pessoas fiquem calmas, saibam discernir as informações corretas das incorretas que recebem, e que sejam alcançadas pelo coração, já que não é possível pelas mãos. 

A reportagem é de Edelberto Behs, jornalista, que foi professor e coordenador do curso de Jornalismo da Universidade do Vale do Rio dos Sinos – Unisinos.

A oração intercede pel@s médic@s, enfermeir@s, técnic@s, pesquisador@s, e pel@s que estão doentes. O amor perfeito lança fora todo o medo, aponta o texto, que pede a ajuda de Deus para “estar socialmente conectados, quando tivermos que estar socialmente distantes”. A súplica roga por solidariedade para alimentar famintos, vestir nus e abrigar @s sem-teto.

A oração, em tradução livre, diz:

Quando não tivermos certeza, Deus,
ajude-nos a ficar calmos;
quando a informação vem
de todos os lados, correta ou não,
ajuda-nos a discernir;
quando o medo dificulta a respiração
e a ansiedade parece estar na ordem do dia,
diminua a velocidade, Deus;
ajude-nos a alcançar o coração,
quando não podemos tocar com as mãos;
ajude-nos a estar socialmente conectados,
quando tivermos que estar socialmente distantes;
ajude-nos a amar da maneira mais perfeita possível,
sabendo que "o amor perfeito lança fora todo o medo".

Pelos médicos, oramos,
pelas enfermeiras, oramos,
pelos técnicos e zeladores, pelos
auxiliares e pelos prestadores de cuidados, oramos,
pelos pesquisadores e teóricos,
pelos epidemiologistas e pesquisadores,
e pelos que estão doentes. Estamos sofrendo. 

Oramos por todos os afetados, em
todo o mundo ...
oramos
por segurança,
por saúde,
por totalidade. 

Que possamos alimentar os famintos,
dar bebida aos sedentos,
vestir os nus e abrigar os que não têm casa;
possamos andar com aqueles que sentem que estão sozinhos
e fazer tudo o que pudermos para curar
os doentes
- apesar da epidemia,
apesar do medo. 

Ajuda-nos, ó Deus, para
que possamos ajudar um ao outro.
No amor do Criador,
em nome do Curador,
na vida do Espírito Santo que está em todos e com todos,
oramos.

Que seja assim.

 

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Igreja intercede por doentes e pede solidariedade - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV