Papa Francisco, o líder mundial

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • Desgaste do discurso evangélico

    LER MAIS
  • ‘Eu serei sempre minoria’, diz padre Júlio sobre sua vocação em ajudar pobres e oprimidos

    LER MAIS
  • Outro papa. Ratzinger, sua renúncia e o confronto com Bergoglio

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


08 Março 2020

Mais uma vez, a enquete de valoração dos líderes mundiais realizada anualmente pela Gallup International situa em primeiro lugar o papa Francisco, seguido por Angela Merkel e Emmanuel Macron, os únicos que obtêm saldos positivos (opinião favorável menos opinião desfavorável) nesta era de descontentamento global.

A informação é de Juan Vicente Boo, publicada por Alfa & Omega, 05-03-2020. A tradução é de Wagner Fernandes de Azevedo.

A nível mundial, o Papa conta com 53% de opiniões favoráveis frente a 23% de desfavoráveis, o qual resulta em um saldo positivo de 30 pontos, o dobro dos 15 da chanceler alemã e o quádruplo dos sete do presidente francês. A partir do quarto líder – o primeiro-ministro indiano, Narendra Modi – todos recebem saldos negativos.

Torna-se muito chamativo que o líder de uma confissão religiosa associada com a Europa, América e África receba uma valorização positiva em todos os países salvo seis, com Síria como o mais negativo.

Desde que o Concílio Vaticano II assumiu como tarefa da Igreja Católica velar pela “única família humana”, Paulo VI, João Paulo II e seus sucessores fizeram cargo dos sofrimentos e aspirações de todos os seres humanos, com independência de sua religião.

Paradoxalmente, o país que mais aprecia o papa Francisco é ortodoxo: Romênia, com 88% de opiniões favoráveis. O seguem as Filipinas, Líbano, Colômbia e Itália.

A Espanha é o décimo país que mais o valoriza, com 71% de opiniões favoráveis. A simpatia pelo Papa é chamativamente forte entre os maiores de 65 anos, com 86%, porém o saldo positivo se dá em todas as categorias de idade, incluída a mais fria, entre os 18 e os 24 anos.

A pesquisa anual e planetária de Gallup International – realizada na Espanha pelo Sigma Dos – revela que o estrondo contínuo dos blogs e portais informativos hostis a Francisco encontra eco tão somente entre seu reduzido grupo de leitores, o quais amargam a vida.

A pequena galáxia dos meios viganoides – assim chamados desde que publicaram simultaneamente nos Estados Unidos, Itália e Espanha o manifesto do ex-núncio Viganò que pedia a renúncia do Papa – é somente uma câmara de eco fechada em si mesmo.

Por outro lado, o mundo admira “A Alegria do Evangelho”, Laudato si’, ou sua defesa tenaz dos povos maltratados. Desde os rohingya de Mianmar aos indígenas da Amazônia.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Papa Francisco, o líder mundial - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV