Caderno feminino do L’Osservatore Romano apresenta visão devastadora sobre o mundo das religiosas

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • Bolsonaro ataca Papa Francisco depois de seu apelo para proteger a Amazônia

    LER MAIS
  • Por que a América Latina é a 'região mais desigual do planeta'

    LER MAIS
  • Mina Guaíba colocará em risco a segurança hídrica de Porto Alegre

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

25 Janeiro 2020

Alguns textos do caderno “Donne Chiesa Mondo”, do jornal L’Osservatore Romano, nas bancas no dia 26 de janeiro, mas que foram antecipados à imprensa, dedicados às condições de vida das freiras da Igreja Católica, assunto já tratado e aprofundado em 2018 quando a revista era dirigida por Lucetta Scaraffia (01-03-2018), estão provocando um certo debate amargo, além de uma forte inquietação entre inúmeras comunidades religiosas femininas.

A nota é de Il Sismografo, 24-01-2020. A tradução é de Moisés Sbardelotto.

Daquilo que é relatado, e em boa medida se trata de narrativas que se baseiam em declarações do cardeal brasileiro João Braz de Aviz – prefeito da Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e as Sociedades de Vida Apostólica –, evidencia-se de modo dramático uma imagem devastadora do mundo das freiras na Igreja, um componente eclesial que, exceto pelos muitos problemas existentes há décadas em seu interior, é sem dúvida uma das realidades mais saudáveis, eficazes e equilibradas da Igreja Católica no mundo.

Não é só isso. É certo que as religiosas são a parte mais amada e admirada pelo Povo de Deus e pela opinião pública, além da não católica ou não cristã.

Esperamos com notável interesse para poder conhecer a edição completa do número de janeiro de 2020 da revista mensal do L’Osservatore Romano, que, como já mencionado, estará na rede no dia 26 de janeiro. Faremos uma descrição na íntegra dos artigos mais relevantes sobre essa matéria que, desde essa quinta-feira, 23, causa muita discussão e sobre a qual muito se escreveu nas últimas horas.

Será de grande utilidade para as milhares de religiosas interessadas e que, nestas horas, pedem mais notícias, particularmente dados, estatísticas, fatos classificados e análises autorizadas, além de verídicas. Entre as religiosas que nos escrevem, algumas se perguntam: por que nessas antecipações se diz pouco ou nada, por exemplo, sobre o papel masculino no governo e também na direção das comunidades religiosas femininas?

 

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Caderno feminino do L’Osservatore Romano apresenta visão devastadora sobre o mundo das religiosas - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV