Argentina. Os Padres da Opção pelos Pobres negaram ter exagerado nos dados da fome no país

Revista ihu on-line

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mulheres na pandemia. A complexa teia de desigualdades e o desafio de sobreviver ao caos

Edição: 548

Leia mais

Mais Lidos

  • Metaverso? Uma solução em busca de um problema. Entrevista com Luciano Floridi

    LER MAIS
  • Comunidades Eclesiais de Base, sim. Artigo de Pedro Ribeiro de Oliveira

    LER MAIS
  • A implementação do Concílio no governo do Papa Bergoglio. Artigo de Daniele Menozzi

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


16 Janeiro 2020

O padre Paco Olveira explicou a sua postura crítica às políticas do governo anterior e suas medidas.

A reportagem é publicada por Primereando, 14-01-2020. A tradução é de Wagner Fernandes de Azevedo.

Em declarações a Radio Caput, Olveira rebateu afirmações do ex-candidato a vice-presidente da coalizão Juntos por el Cambio, Miguel Ángel Pichetto, que opinou que os padres “exageraram na Argentina e colocaram a fome como bandeira”.

“Estou farto de ir nos restaurantes ou ver onde arranjo algum trocado para comprar carne ou um pouco de legumes, e isso em 2015 não acontecia”, disse o padre.

Ele também observou que o grupo Padres na Opção pelos Pobres “desde o início” se opôs às “políticas do macrismo”, não porque eram “de radicais ou de peronistas, mas porque foram contra o Evangelho, contra os mais pobres”.

“Todos os índices indicam que a pobreza aumentou, não foram os padres que a aumentaram”, insistiu Olveira, que disse sentir-se “muito orgulhoso” por fazer parte da organização.

Pichetto já havia criticado a Igreja há algum tempo pelas pesquisas sociais que realiza, através da Universidade Católica Argentina.

“Não acredito que um vale-alimentação possa gerar uma reação econômica; para a Conferência Episcopal e os padres que exageraram os índices de fome na Argentina e dela uma bandeira, é uma derrota fenomenal, e então eles querem fazer uma missa superando a polarização quando eles faziam parte desta”, questionou.

Por outro lado, Olveira avaliou que o plano Argentina Contra a Fome “é o mínimo” que se necessita atualmente.

“Que o povo possa comprar alimento, carne e verduras para seus filhos. É o mínimo que se pode pedir”, reiterou.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Argentina. Os Padres da Opção pelos Pobres negaram ter exagerado nos dados da fome no país - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV