Argentina. Sindicato de economia popular é criado com inspiração no papa Francisco

Revista ihu on-line

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mulheres na pandemia. A complexa teia de desigualdades e o desafio de sobreviver ao caos

Edição: 548

Leia mais

Mais Lidos

  • Discernimentos depois da Primeira Assembleia Eclesial. Artigo de Paulo Suess

    LER MAIS
  • Paris, o Papa aceita a renúncia de Aupetit

    LER MAIS
  • Formação e espiritualidade do Ministro Extraordinário da Eucaristia

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


18 Dezembro 2019

A União de Trabalhadores da Economia Popular (UTEP) diz seguir as pegadas do pontífice argentino e aspira integrar a CGT, a maior central trabalhista da Argentina. Conformam a UTEP em torno de 400 delegados de bairros de espaços comunitários, produtivos e cooperativos.

A reportagem é publicada por Valores Religiosos, 17-12-2019. A tradução é de Wagner Fernandes de Azevedo.

Terra, teto e trabalho: lema inspirado no Papa

O dirigente peronista da cidade bonaerense de Quilmes, Gabriel Berrozpe, encabeçou a assembleia nacional do Movimento Compromisso Social sob o lema “Para todos, Tudo”, no contexto da constituição da União de Trabalhadores da Economia Popular (UTEP), que procura se incorporar à CGT.

O ato foi realizado na Universidade Nacional de Quilmes e, nesse contexto, se constituiu o novo sindicato e secionou a assembleia do Movimento Compromisso Social, ocasião na qual Berrozpe propiciou “um amplo debate” para demarcar sua incorporação ao novo sindicato que aspira integrar à CGT.

Os 400 delegados de bairros de espaços sociocomunitários, produtivos e cooperativos de várias seções de Buenos Aires, Río Negro, Misiones, Córdoba, Santa Fe, Entre Ríos, San Luis e Santiago del Estero participaram no debate de comissões, além de Esteban Castro, dirigente nacional da UTEP, e referências de outros movimenos membros do grêmio como Barrios de Pie, a Frente Dario Santillán e outras organizações sociais da diocese de Quilmes.

Berrozpe, que encabeça a construção social, assegurou que o setor “segue as pegadas do papa Francisco em respeito à noção de sindicato derivado de ‘Juntos pela Justiça’, e esse é o objetivo da UTEP no marco da CGT”.

“A unidade dos trabalhadores é o antecedente necessário para uma sociedade mais justa. No difícil contexto regional e com mais de 40% da Argentina afundada na pobreza, o melhor apoio ao governo nacional e popular de Alberto Fernández e Cristina Fernández de Kirchner – que gera grande esperança popular – continuar nos unindo e nos organizando solidariamente para concretizar o ‘Programa Terra, Teto e Trabalho’ proposto por Francisco”, afirmou o dirigente.

Trata-se da primeira tentativa formal dos movimentos sociais e dos trabalhadores da economia popular de se incorporar à central trabalhista através de um grêmio.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Argentina. Sindicato de economia popular é criado com inspiração no papa Francisco - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV