Visita do Santo Padre ao Centro de Saúde, organizado para a 3ª edição do Dia Mundial dos Pobres

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • Para Bolsonaro, a crise climática é uma fantasia, “um complô marxista”. Entrevista com Eliane Brum

    LER MAIS
  • “Como vocês explicarão aos seus filhos que desistiram?”. Discurso de Greta Thunberg em Davos

    LER MAIS
  • Em São Carlos, SP, direita adota tática nazista contra manifestantes, em visita da Ministra Damares Alves

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

17 Novembro 2019

Como já é de costume fazer na "Sexta-feira da Misericórdia", o Papa Francisco apareceu de improviso, às 16h, no Centro de Saúde instalado na arcada esquerda da Colunata de São Pedro, por ocasião da celebração da 3ª edição do Dia Mundial dos Pobres. Foram grandes a surpresa e a emoção das muitas pessoas que lotavam o Centro.

A informação é publicada pela Sala de Imprensa do Vaticano, 16-11-2019. A tradução é de Luisa Rabolini.

O Centro de Saúde, de fato, está recebendo dezenas de pessoas pobres dos lugares mais impensados da cidade e oferece a elas consultas especializadas vinculadas às patologias que muitos sem teto costumam apresentar.

O Centro oferece serviços médicos que não têm nada a invejar a um verdadeiro hospital. Desde análise clínica à dermatologia, de cardiologia à ginecologia, de oftalmologia à ultrassonografia, passando pela podologia, reumatologia, infectologia e diabetologia o Centro atende casos muitas vezes alarmantes. Uma equipe de jovens médicos recém-graduados ou residentes em áreas de especialização, sob a orientação de seus respectivos professores, atende os vários pacientes que, através do boca a boca, chegam às centenas todos os dias.

Aqueles que chegam ao Centro, depois de serem acolhidos pela Associação da Cruz Vermelha, passam pela Triagem organizada pela Associação Nacional dos Clínicos Gerais, de onde são encaminhados e acompanhados aos vários especialistas, com a ajuda das Enfermeiras da Cruz Vermelha.

O Papa Francisco foi recebido por um caloroso aplauso pelos pobres que lotavam o saguão e os vários consultórios médicos. Formou-se um tumulto ao redor dele: todos queriam cumprimentá-lo e abraçá-lo.

O Santo Padre falou com todos; um sorriso para cada um e uma palavra de apoio.

D. Rino Fisichella acompanhou o Santo Padre e apresentou os vários médicos especialistas. O Centro, de fato, foi organizado para celebrar o Dia Mundial dos Pobres que agora chega à sua terceira edição, promovido pelo Conselho Pontifício para a Nova Evangelização.

O Papa realmente apreciou essa estrutura que parece um verdadeiro serviço de emergência e agradeceu a todos os médicos e o pessoal paramédico que estão realizando um serviço de pleno voluntariado, alguns dos quais, entre outras coisas, quiseram tirar alguns dias de férias a fim de compartilhar essa experiência única em favor de tantos deserdados.

Após uma breve oração, o Papa Francisco saudou novamente os presentes e concluiu a sua visita.

Vídeo da missa para o Dia Mundial dos Pobres.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Visita do Santo Padre ao Centro de Saúde, organizado para a 3ª edição do Dia Mundial dos Pobres - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV