Um capuchinho, um truque de cartas, o Papa Francisco e... risadas

Revista ihu on-line

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mulheres na pandemia. A complexa teia de desigualdades e o desafio de sobreviver ao caos

Edição: 548

Leia mais

Clarice Lispector. Uma literatura encravada na mística

Edição: 547

Leia mais

Mais Lidos

  • Área de pasto cresceu 200% na Amazônia nos últimos 36 anos

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


18 Outubro 2019

“Eu levantei o solidéu do papa, e lá estava a carta dele. Ele abriu um sorriso belíssimo e disse: ‘Bravíssimo! Mas você é um diabo!’''.

A reportagem é de La Croix International, 17-10-2019. A tradução é de Moisés Sbardelotto.

Um truque de cartas cuidadosamente planejado provocou risadas em um recente encontro que o Papa Francisco teve com um grupo de franciscanos capuchinhos da região das Marcas, na Itália.

Enquanto os participantes da assembleia do Sínodo dos Bispos sobre a Amazônia atualmente em andamento no Vaticano se reuniam em pequenos grupos de trabalho no dia 11 de outubro, o papa passou a manhã – cerca de três horas e meia – em um diálogo informal e abrangente com mais de 70 capuchinhos.

Em um longo momento de perguntas e respostas, eles conversaram sobre vocações, pobreza, perdão e evangelização.

E, então, o Pe. Gianfranco Priori deu um passo à frente.

O frade de 66 anos é reitor do Santuário de Nossa Senhora do Ambro, localizado no trecho Umbro-Marchigiano dos Apeninos. Mas ele também é conhecido como “Frate Mago” ou “Frade Mágico”, por causa de seus lendários truques de mágica.

O Papa Francisco lhe disse: “Mostre-me o que você sabe fazer”.

“Eu comecei a jogar com um baralho de cartas de Piacenza”, disse o frade. “Perguntei ao papa se ele as conhecia. E ele disse que sim, que também as usam na Argentina.”

“Depois, eu lhe mostrei todas as cartas, pedindo-lhe que pensasse em uma, sem tocá-la. Coloquei o baralho nas suas mãos e pedi que ele dissesse ao público em qual carta ele tinha pensado. Naquele momento, levantei o solidéu do papa, e lá estava a carta dele. Ele abriu um sorriso belíssimo e disse: ‘Bravíssimo! Mas você é um diabo!’”

Durante o truque de cartas, o Frade Mágico também falou com o papa sobre a “verdadeira mágica”.

Foto: Cortesia de Avvenire

Em 2016, o Santuário de Nossa Senhora do Ambro, onde o frade é reitor, foi devastado por um terremoto. Em poucos meses, o padre capuchinho conseguiu recuperar a área.

Ele obteve um empréstimo privado de um milhão e meio de euros de um banco local e, em dezembro passado, reabriu a igreja. Isso ajudou a reavivar toda a economia local, que havia sido praticamente destruída com o fechamento do santuário.

Os moradores locais veem toda a operação como um milagre, porque, nos últimos 10 meses, o santuário atraiu multidões de peregrinos e turistas muito maiores do que antes.

O Papa Francisco e os capuchinhos, depois, almoçaram juntos, e o papa autografou um livro sobre a vida do Frade Mágico.

Mas o frade-mágico capuchinho não foi embora sem antes convidar Francisco para visitar seu santuário mariano restaurado.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Um capuchinho, um truque de cartas, o Papa Francisco e... risadas - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV