Floresta amazônica à beira do colapso e Eucaristia em primeiro lugar

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • Apoio do papa a uniões gays não é uma surpresa, mas é muito significativo. Artigo de James Alison

    LER MAIS
  • Coluna “Rumo a Assis: na direção da Economia de Francisco”

    O propósito da tecnologia e do humano: Dados, reflexões e possibilidades para a Economia de Francisco

    LER MAIS
  • Papa Francisco, uniões civis e o reconhecimento da intimidade. Artigo de Andrea Grillo

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


10 Outubro 2019

Na Sala de Imprensa da Santa Sé, as intervenções do cientista brasileiro prêmio Nobel da Paz, Carlos Alfonso Nobre, do bispo emérito da Prelazia do Xingu - PA, dom Erwin Kräutler, e da ecologista brasileira, Irma Celia Guimarães Vieira. Ainda, Paolo Ruffini, Pe. Giacomo Costa e Cristiane Murray

A reportagem é de Alessandro Di Bussolo, publicada por Vatican News, 09-10-2019.

O grito de alarme da ciência, que através do prêmio Nobel da Paz 2007 Carlos Alfonso Nobre recorda que estamos muito próximos de um colapso da Floresta amazônica, e o grito da Igreja, representada pelo bispo emérito da Prelazia do Xingu – PA, dom Erwin Kräutler, que denuncia que a central hidroelétrica de Belo Monte, a terceira maior do mundo, é uma agressão a todo o ecossistema, ressoaram com força na Sala de Imprensa da Santa Sé durante a 3ª coletiva do Sínodo dos Bispos para a Amazônia.

Pouco antes, sintetizando os trabalhos da 5ª Congregação Geral, realizada na manhã desta quarta-feira (09/10), o prefeito do Dicastério para a Comunicação, Paolo Ruffini, ressaltou que alguns padres sinodais falaram de “ecocídio” e de pecados ecológicos contra a criação e sobre a harmonia da Criação, que deveriam ser reconhecidos e confessados, porque “pecados contra Deus, contra o próximo e as futuras gerações”.

Kräutler, a Eucaristia é uma obrigação

O octogenário bispo Erwin Kräutler, originário da Áustria, que vive na Floresta amazônica desde quando tinha 26 anos, e há 30 anos vive com a proteção de guarda-costas porque apoia os indígenas e defende a floresta, recordou que o Papa, ao anunciar o Sínodo, “pediu uma atenção especial para com os povos indígenas, que estão em risco”.

Perguntado sobre a proposta da ordenação de homens casados, dom Kräutler ressaltou que milhares de comunidades, na Amazônia, recebem a Eucaristia uma ou duas vezes por ano “e a Eucaristia é fundamental para o cristão”.

“Queremos que estes irmãos não tenham somente a Palavra, mas também a Eucaristia, prosseguiu o bispo. Há o risco de se colocar o celibato acima da Eucaristia. Mas o Senhor, na Última Ceia, disse: ‘Fazei isso em minha memória’. Portanto, a Eucaristia é uma obrigação para nós.”

É preciso presença estável nas comunidades isoladas

Recordemos, acrescentou, que “dois terços destas comunidades cristãs sem sacerdotes são coordenadas por mulheres! Fala-se tanto na valorização da mulher, mas precisamos de coisas concretas. Estamos pensando no diaconato feminino, por que não? – e esse é um tema do Sínodo”.

A emigração rural provocou um inchaço nas cidades de modo antinatural, comentou dom Kräutler respondendo a outra pergunta, “e hoje para a Igreja o desafio é conseguir alcançar todo esse povo. As Igrejas pentecostais chegaram antes de nós, e nós não estamos presentes devido a falta de sacerdotes, ou de religiosos e religiosas. Não basta visitar uma comunidade, a Igreja deve estar sempre presente, com a celebração da Eucaristia e a administração dos sacramentos”.

Nobre: a floresta próxima do ponto de não-retorno

Antes dele, o brasileiro Carlos Alfonso Nobre, prêmio Nobel da Paz 2007, climatologista, um dos maiores especialistas em aquecimento global, que estuda a Amazônia há 40 anos, sintetizou os temas de um documento realizado exclusivamente para o Sínodo.

Ele recordou que a Amazônia é o coração ecológico do planeta, com uma sócio e biodiversidade imensa. Mas, denunciou, “estamos muito próximos do colapso da Floresta amazônica, a ciência diz isso com rigor absoluto. Como diz a Laudato si’, a Casa Comum está perto de desmoronar”.

Se se chegar a destruir 20-25% da floresta, foi o alarme de Nobre, “pouco depois a savana cobrirá 60% da área. A floresta está hoje destruída em 15%. Estamos próximos do ponto de não-retorno”.

A ajuda pode vir da tecnologia e da bioeconomia

O que fazer? Perguntou-se o cientista brasileiro. “As tecnologias podem ajudar a encontrar soluções, se não forem utilizadas para a exploração indiscriminada dos recursos naturais”, explicou.

A tecnologia pode dar mais poder às populações, “graças à bioeconomia, a um novo modelo de economia sustentável, descentrada, auxiliada por energia proveniente de fontes renováveis, que respeitem a qualidade de vida das comunidades. Para que a Amazônia possa continuar sendo a floresta que é há 30 milhões de anos”.

Irmã Celia Vieira: respeitar povos que escolhem viver isolados

Também Irmã Celia Guimarães Vieira, ecologista brasileira membro da Comissão nacional para o Meio-ambiente – Conama –, no Sínodo na qualidade de especialista, que há 30 anos estuda a biodiversidade da Amazônia, falou na Sala de Imprensa da Santa Sé. Ela abordou a questão dos povos isolados.

“É importante assegurar o território a estes povos e respeitar o tipo de isolamento que escolheram. Há 114 povos isolados no Brasil já reconhecidos e 28 confirmados”, ressaltou a religiosa. E agradeceu ao Papa e aos padres sinodais por terem colocado no centro dos trabalhos o tema da ecologia integral, “muito apreciado por nós brasileiros”, disse.

Leia mais

 

 

 

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Floresta amazônica à beira do colapso e Eucaristia em primeiro lugar - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV