Nada Vale. Voz e violão - Alexandre Gonçalves

Revista ihu on-line

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Mais Lidos

  • Irreverência

    LER MAIS
  • Uma prova do conclave. O próximo papa assumirá o nome da Comunidade de Santo Egídio

    LER MAIS
  • “Eu estou tirando Deus da Bíblia”. Entrevista com Marc-Alain Ouaknin

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

05 Setembro 2019

Música traz o tema da Devastação Sócio-Ambiental em Brumadinho/Paraopeba (MG) após o rompimento da barragem do córrego do feijão, da mineradora Vale.

A música Nada Vale surgiu a partir da Peregrinação no Rio Paraopeba: no rastro do Crime da Vale, caminhada organizada pelas pastorais do campo.

A autoria é de Alexandre Gonçalves, (que nos enviou o texto) com arranjo coletivo e produção da Guella Music e Nihil Estúdios (de Montes Claros).

Voz e violão: Alexandre Gonçalves; Vozes: Caio Bastos; Voz e viola caipira: André Fernandes; Bateria: Zé Andrade; Percussão: Daniel Martins; Baixo: Pedro Neves.  

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Nada Vale. Voz e violão - Alexandre Gonçalves - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV