Aumento dos níveis de CO2 pode aumentar o rendimento do trigo, mas pode reduzir a qualidade nutricional

Revista ihu on-line

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Mais Lidos

  • Não posso me calar

    LER MAIS
  • Estudantes, trabalhadores e sonhadores. Quem eram os jovens que morreram após ação da PM em baile funk

    LER MAIS
  • O fim do indivíduo. Viagem de um filósofo à terra da inteligência artificial

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

27 Julho 2019

Os níveis de dióxido de carbono atmosférico (CO2) estão subindo, o que, segundo especialistas, pode produzir mais secas e temperaturas mais altas. Embora essas mudanças climáticas tenham um impacto negativo no crescimento de muitas plantas, a maior disponibilidade de CO2 pode realmente ser vantajosa porque as plantas usam o gás de efeito estufa para produzir alimentos pela fotossíntese.

Agora, pesquisadores relatando no Journal of Agricultural and Food Chemistry da ACS afirmam que um nível muito mais alto de CO2 poderia aumentar o rendimento do trigo, mas reduzir um pouco sua qualidade nutricional.

A reportagem é publicada por American Chemical Society, e reproduzida por EcoDebate, 26-07-2019. A tradução e edição são de Henrique Cortez.

O trigo é uma das culturas mais importantes do mundo; sua farinha é usada como ingrediente principal em uma grande variedade de alimentos, como pão, massas e doces. Anteriormente, os cientistas têm mostrado que níveis elevados de CO2 pode aumentar os rendimentos do trigo, em detrimento de características de qualidade de grão, tais como o conteúdo de azoto e proteína.

No entanto, os cientistas ainda não conhecem toda a gama de mudanças na qualidade dos grãos que podem ocorrer em diferentes fases do desenvolvimento do trigo ou dos mecanismos bioquímicos por trás deles. Iker Aranjuelo e colegas quiseram examinar os efeitos de CO2 elevado sobre a produção de trigo, a qualidade e o metabolismo durante a formação dos grãos e na maturidade.

Os pesquisadores cultivaram trigo em estufas com concentrações de CO2 normais (400 partes por milhão; ppm) ou elevadas (700 ppm). A cultivado sob altos níveis de CO2 mostrou um rendimento 104% maior de grãos maduros. No entanto, o teor de nitrogênio do grão foi 0,5% menor nessas condições, e também houve pequenos declínios no teor de proteína e aminoácidos livres.

Os pesquisadores usaram cromatografia gasosa-espectrometria de massa para analisar as alterações metabólicas nos grãos em diferentes estágios de desenvolvimento. Entre outras mudanças, o elevado CO2 alterou os níveis de certos aminoácidos contendo nitrogênio durante a formação de grãos e na maturidade. Embora as mudanças metabólicas que eles detectaram tenham impactos modestos na qualidade final dos grãos, os efeitos podem ser amplificados por outras mudanças no ambiente de uma planta, como disponibilidade limitada de nitrogênio ou condições de seca, dizem os pesquisadores.

Referência:

Metabolic Effects of Elevated CO2 on Wheat Grain Development and Composition. David Soba, Sinda Ben Mariem, Teresa Fuertes-Mendizábal, et al J. Agric. Food Chem.2019 American Chemical Society. Publication Date:July 24, 2019.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Aumento dos níveis de CO2 pode aumentar o rendimento do trigo, mas pode reduzir a qualidade nutricional - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV