Nicarágua. O Núncio participa do diálogo entre o regime de Ortega e as oposições, mas não os bispos do país. Situação curiosa e inédita

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • Liberdade e igualdade não bastam: uma cartilha sobre a Fratelli tutti. Artigo de Charles Taylor

    LER MAIS
  • A Economia Anticapitalista dos Franciscos e das Claras

    LER MAIS
  • “O racismo estrutura a sociedade brasileira, está em todo lugar”. Entrevista com Djamila Ribeiro

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


18 Março 2019

Dias atrás, em resposta a pedidos urgentes do Episcopado da Nicarágua, foi reaberto o diálogo entre as oposições sociais e políticas (Alianza Cívica Opositora) e o regime autoritário do casal Ortega-Murillo. No entanto, essa reabertura do diálogo criou uma situação política e diplomática que também diz respeito ao Vaticano e que é bastante curiosa e inédita. Situação sobre a qual bem poucos chamaram a atenção, apesar da singularidade. Ao diálogo entre as duas partes, como "testemunha e acompanhante", participa o Núncio Apostólico, Mons. Stanislaw Waldemar Sommertag, mas não os bispos, que em teoria deveriam estar presentes através de seus delegados como fizeram na primeira parte das negociações que terminaram em junho passado sem resultados.

A reportagem é publicada por Il Sismografo, 17-03-2019. A tradução é de Luisa Rabolini

No dia 8 de março, quando as conversações entre as partes começaram após a suspensão de quase oito meses, o arcebispo de Manágua, cardeal Leopoldo Brenes, que poucos dias antes havia se encontrado com o papa Francisco no Vaticano, com uma declaração oficial em nome de do Episcopado (incluído três prelados que naquele momento estavam no exterior, entre os quais Dom Silvio Báez) ressaltou que os bispos não participariam das conversações como "testimonios y acompañantes", limitando-se a apoiar sempre toda forma de diálogo pacífico e respeitoso com a oração. O cardeal Brenes acrescentou: "É preciso que os leigos assumam diretamente as questões temporais da nação". Imediatamente ficou claro, como foi indicado pela imprensa latino-americana, que os prelados da Nicarágua não confiam no casal Daniel Ortega, presidente, e Rosario Murillo, esposa e vice-presidente. Para os bispos, eles são os verdadeiros responsáveis pelo que vem acontecendo no país há quase um ano e, em especial, pelo fracasso do diálogo que foi suspenso em junho passado com acusações ofensivas contra o Episcopado, definido por Ortega como um grupo de "direita, golpista e antipatriota".

Por isso, nos diversos encontros destes dias só o Núncio sempre participou como "testigo y acompañante", e isto configura uma situação pelo menos nova, nunca vista em outras situações similares que viram o envolvimento da Santa Sé na América Latina. O Núncio age em nome do Santo Padre e certamente em total coordenação com o Episcopado. No entanto, essa situação resulta curiosa e não parece fácil encontrar uma explicação verdadeira e convincente. Na diplomacia vaticana, em situações semelhantes, o que acontece na Nicarágua é uma raridade.

O governo de Ortega, nestas últimas horas, em relação a repressão de sábado que terminou com mais de 100 prisões, tenta inflacionar midiaticamente o papel do núncio, criticando ao mesmo tempo os bispos, com o claro propósito de fazer crer que existe uma relação direta entre o governo e o Papa, independente do Episcopado. Antigo e obsoleto artifício já usado no passado.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Nicarágua. O Núncio participa do diálogo entre o regime de Ortega e as oposições, mas não os bispos do país. Situação curiosa e inédita - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV