Encontro sobre "A proteção dos menores na Igreja". Declaração de padre Federico Lombardi SI, Moderador do Encontro

Revista ihu on-line

Do ethos ao business em tempos de “Future-se”

Edição: 539

Leia mais

Grande Sertão: Veredas. Travessias

Edição: 538

Leia mais

A fagocitose do capital e as possibilidades de uma economia que faz viver e não mata

Edição: 537

Leia mais

Do ethos ao business em tempos de “Future-se”

Edição: 539

Leia mais

Grande Sertão: Veredas. Travessias

Edição: 538

Leia mais

A fagocitose do capital e as possibilidades de uma economia que faz viver e não mata

Edição: 537

Leia mais

Mais Lidos

  • A CNBB urge o governo a tomar “medidas sérias para salvar uma região determinante no equilíbrio ecológico do planeta”

    LER MAIS
  • Planeta em chamas. Artigo de Eliane Brum

    LER MAIS
  • 10 mapas e imagens de satélite internacionais que mostram a dimensão das queimadas no Brasil

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

25 Fevereiro 2019

Ouvimos as vozes das vítimas dos terríveis crimes de abuso sexual contra menores por membros do clero. Pedimos sinceramente a eles que nos perdoem, assim como a todos os nossos irmãos e irmãs, pelo que fizemos de errado e pelo que deixamos de fazer.

A declaração foi publicada pela Sala de Imprensa da Santa Sé, 24-02-2019. A tradução é de Luisa Rabolini

Vamos voltar para a nossa diocese e nossas comunidades, espalhadas por todo o mundo, com uma compreensão mais profunda desse terrível escândalo e das feridas que provoca nas vítimas e em todo o povo de Deus. Recordemos as palavras que São João Paulo II pronunciava já em 2002 e que permanecem profundamente atuais e expressam nosso compromisso: "As pessoas devem saber que no sacerdócio e na vida religiosa não há lugar para aqueles que poderiam prejudicar os jovens". Nós absolutamente queremos que todas as atividades pastorais da Igreja Católica e os lugares onde elas são exercidas sejam totalmente seguras para os menores, para o respeito de sua dignidade e seu crescimento humano e espiritual.

Responsabilidade, prestação de contas, transparência, são as palavras que repercutiram nestes dias em que oramos, refletimos e trocamos nossas experiências, sob a orientação do Santo Padre Francisco e que nos empenhamos em traduzir em ações concretas. O espírito de colegialidade e do caminho sinodal da comunidade eclesial nos darão o apoio e o incentivo que precisamos para continuar a superar as tendências ao acobertamento e a privilegiar a instituição em relação às pessoas que ela deve servir, recebendo a renovação espiritual e estrutural, necessária para erradicar da Igreja toda forma de abuso não só sexual, mas também de poder e de consciência.

Estamos confiantes que a esse nosso encontro logo seguirão iniciativas concretas. Entre estas:

Um novo Motu Proprio do Papa "sobre a proteção dos menores e das pessoas vulneráveis", para reforçar a prevenção e o combate contra os abusos na Cúria Romana e do Estado da Cidade do Vaticano. Acompanhará uma nova lei do Estado da Cidade do Vaticano e as Diretrizes para o Vicariato da Cidade do Vaticano sobre o mesmo assunto.

A publicação por parte da Congregação para a Doutrina da Fé de um manual que ajudará os bispos do mundo a compreender claramente seus deveres e suas tarefas. Além disso, no espírito de comunhão da Igreja universal, o Papa expressou sua intenção de incentivar a criação de forças-tarefa de pessoas competentes para ajudar as Conferências Episcopais e as dioceses que encontrem dificuldades para lidar com os problemas e implementar as iniciativas para a proteção dos menores.

Segunda-feira, 25 de fevereiro, a Comissão organizadora vai se reunir com os chefes da Cúria Romana que participaram do Encontro, para definir a partir de agora as medidas necessárias para dar prosseguimento, de acordo com o desejo do Santo Padre, aos propósitos e ideias amadurecidos nos últimos dias.

Que esses primeiros passos sejam sinais de encorajamento que nos acompanharão em nossa missão de anunciar o Evangelho e de serviço a todas as crianças do mundo, sentindo-nos solidários com todas as pessoas de boa vontade que querem abolir todas as formas de violência e de abuso contra os menores.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Encontro sobre "A proteção dos menores na Igreja". Declaração de padre Federico Lombardi SI, Moderador do Encontro - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV