Painel na Universidade de Santa Clara discutirá a ‘catástrofe’ dos abusos

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • Nunca se viu no Brasil um governo tão abençoado pelas igrejas

    LER MAIS
  • Cardeal Hollerich “está aberto” ao sacerdócio das mulheres

    LER MAIS
  • "A REPAM é fazer conectar aquilo que é comum de todos". Entrevista com João Gutemberg Sampaio, novo secretário executivo

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


09 Outubro 2018

Um “momento novo e poderoso na atual crise” de abusos sexuais e abuso de autoridade na Igreja Católica será o foco de um painel de discussão na Universidade de Santa Clara, confiada aos jesuítas, nos Estados Unidos, no dia 9 de outubro.

A reportagem é de Dan Morris-Young, publicada por National Catholic Reporter, 08-10-2018. A tradução é de Victor D. Thiesen.

Intitulado "The Catholic Church and the Catastrophe of Clergy Sexual Abuse” (A Igreja Católica e a Catástrofe do Abuso Sexual no Clero, em tradução livre) o evento no museu jesuíta de Saisset da universidade contará com quatro convidados, incluindo Thomas Plante, um ex-vice-presidente do Quadro Nacional de Revisão dos bispos americanos sobre os casos de abuso sexual; e o padre Brendan McGuire, pároco de San Jose, na Califórnia, que apareceu nas manchetes nacionais no mês passado após admitir pela primeira vez, durante uma homilia, que foi abusado sexualmente por um padre há 35 anos.

As apresentações de aproximadamente noventa minutos e o debate de abertura serão transmitidos ao vivo, de acordo com Miriam Schulman, diretora associada do Markkula Center for Applied Ethics de Santa Clara, principal patrocinador do evento.

Os co-patrocinadores são o Ignatian Center for Jesuit Education e o Ministério do Campus de Santa Clara.

Os outros dois convidados são a teóloga Sally Vance-Trembath, que apontará “mudanças necessárias” nas estruturas internas da igreja, e o padre jesuíta Kevin O’Brien, reitor da Jesuit School of Theology.

Em uma coluna não publicada compartilhada com o NCR, Vance-Trembath desabafou: “será importante finalmente ouvir de verdade os leigos. Não podemos criar um ferro velho de maçanetas reinventadas que nunca foram conectadas a um único eixo que funcione".

Considerem fechar “todos os seminários,” escreveu ela. “Educar e formar futuros líderes pastorais nos campi das faculdades. Vender a propriedade. Usar dessa quantia para bancar o ensino que irá profissionalizar as equipes das paróquias” com atenção especial para desenvolver cargos para mulheres leigas.

Membro do Quadro Nacional de Revisão de 2008 até 2012, Plante pesquisa sobre o cardeal Agostinho Bea, SJ na Universidade de Santa Clara. Além de ensinar psicologia, é professor clínico adjunto de psiquiatria e ciências comportamentais na Faculdade de Medicina da Universidade de Stanford.

“Creio que os católicos no geral se perguntam por que a Igreja não consegue resolver isso,” disse Plante ao NCR por e-mail. “Mas, infelizmente, as notícias têm sido problemáticas e as pessoas não parecem ter conhecimento de muitos fatos concretos sobre essa história”.

Plante, também diretor do Applied Spirituality Institute, apontou que “O número de casos de abuso sexual desde 1982-83 despencou como uma pedra, e desde 2002 eles se reduzem a quase nada. Há menos abuso de crianças na Igreja Católica hoje em dia do que quase qualquer outra organização comparável.”

“As pessoas geralmente não se dão conta de que os relatos do grande júri [da Pensilvânia] são casos muito antigos e não refletem os problemas e as práticas atuais,” disse ele.

“Além disso, minha impressão dos bispos quando eu estava no Quadro Nacional de Revisão era de que eles queriam resolver isso, é claro,” disse Plante.

No entanto, acrescentou, “dada a estrutura de nossa igreja e as linhas de autoridade, talvez fazer com que todos os bispos concordem em algo seja como pastorear gatos. Mas, sobretudo, realmente acho que a Carta de Dallas [para a Proteção de Crianças e Jovens], as Normas Essenciais, e outras medidas políticas colocadas em prática desde 2002 funcionam, e funcionam bem. Talvez o que falte seja o acerto de contas e a responsabilização dos bispos. Esse parece ser o último passo para tornar essas políticas novas e essas medidas mais herméticas.”

Plante disse que suas “quatro grandes ideias” são:

  • A abertura real dos bispos para o acerto de contas;*
  • Como a igreja pode reconquistar a confiança e a autoridade;
  • Envolvimento significativo de pessoas “que não têm colarinho romano” para desenvolver as melhores práticas;
  • Se o laicato nesse ponto irá “ouvir os fatos e arcar com as melhores práticas de qualidade para a proteção das crianças e para o rastreio de adultos com acesso às crianças mais do que reagir emocionalmente a esse problema.”

A Jesuit School of Theology - JST lançou sua própria iniciativa para os problemas de abusos sexuais e de autoridade na igreja no fim de setembro, uma página de recursos em seu próprio website chamada "Authentic and Lasting Reform” (Reforma Autêntica e Duradoura, em tradução live).

A página disponibilizará de um espaço para a troca ideias e informações sobre os casos de abuso sexual e problemas de autoridade, de acordo com uma introdução de O’Brien no dia 26 de setembro.

O’Brien convidou “nossa extensa família da JST do campus a se juntar conosco nesse debate,” o qual a escola espera “que seja um reflexo do discernimento contínuo de nossa comunidade e das nossas ações.”

Drew Roberts, reitor assistente de administração e marketing da Jesuit School of Theology, disse em um e-mail: “Recebemos em torno de uma dúzia de respostas de membros de nossa extensa comunidade, a maioria expressando gratidão pela JST estar lidando com os problemas de forma direta, esperançosas com o nosso comprometimento enquanto centro de teologia católico e jesuíta que procura servir à igreja.”

As mensagens, escreveu Roberts, “serão bem revisadas pelo meu escritório e pelo padre O’Brien.”

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Painel na Universidade de Santa Clara discutirá a ‘catástrofe’ dos abusos - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV