Sínodo dos Jovens. Arcebispo pede desculpas pelos fracassos da Igreja

Revista ihu on-line

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Vilém Flusser. A possibilidade de novos humanismos

Edição: 542

Leia mais

Mais Lidos

  • Vandana Shiva: “Temos de destruir o mito de que a tecnologia é uma religião que não pode ser questionada”

    LER MAIS
  • III Jornada Mundial dos Pobres: o papa almoçará com 1500 convidados

    LER MAIS
  • “Em um Brasil deserto de lideranças, Lula vai fazer a festa”, afirma o cientista político Jairo Nicolau

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

05 Outubro 2018

O arcebispo australiano Anthony Fisher, de Sydney, usou seu discurso no Sínodo dos Bispos para se desculpar com os jovens por toda decepção e dor causada pela Igreja Católica.

A reportagem é de Cindy Wooden, publicada por Catholic News Service, 04-10-2018. A tradução é de Victor D. Thiesen.

No dia 4 de outubro, na presença do Papa Francisco, ele pediu desculpas "pelas vergonhosas ações de alguns sacerdotes, religiosos e leigos, cometidas contra os jovens e pelo terrível dano que isso causou".

“A partir desse momento em que o abuso foi identificado, farei de tudo para mantê-los seguro, e para me redimir com relação aos danos causados, à credibilidade e a confiança da Igreja", acrescentou.

Mais tarde, no briefing do sínodo para a imprensa, Paolo Ruffini, prefeito do Dicastério da Comunicação, disse que vários dos 25 bispos que falaram naquela manhã pediram aos jovens que perdoassem a Igreja e seus membros. Alguns mencionaram especificamente casos de abuso sexual por parte do clero. Segundo ele, enquanto uns pediram perdão por não acolher migrantes - a maioria dos quais são jovens - outros se redimiram por tentar "domesticar" os jovens em vez de reconhecer sua energia e seu entusiasmo como algo positivo.

Chiara Giaccardi, professora italiana de sociologia que trabalha no sínodo, disse a repórteres que "pelo menos cinco ou seis, dos 25 discursos, enfatizaram a possibilidade de pedir perdão de maneira contundente”.

O plano de comunicação do Sínodo é que alguns participantes compartilhem suas reflexões sobre o que foi dito. O Vaticano não está divulgando uma lista dos bispos que falam durante cada sessão, não está publicando resumos das palestras e não está se referindo a ninguém pelo nome durante os briefings.

O padre jesuíta Antonio Spadaro, secretário da comissão de informação do sínodo, disse aos repórteres que a reunião "não é um parlamento, mas um lugar de discernimento onde todos são livres para falar abertamente, sabendo que tal informação permanecerá em sigilo".

Segundo Ruffini, cada bispo é livre para conversar com qualquer pessoa sobre seu próprio discurso para a assembleia. O escritório de Fisher compartilhou o texto de seu discurso.

Além de se desculpar pelos fracassos da Igreja quanto aos abusos sexuais do clero, o arcebispo também pediu desculpas pelas falhas da Igreja em "apresentar ao jovem a pessoa de Jesus Cristo, sua palavra salvadora e seu plano para sua vida".

"Peço desculpas pelos momentos em que você estava procurando por sua identidade sexual, étnica ou espiritual, ou até mesmo precisando de uma bússola moral, mas não encontrou na Igreja", disse ele.

Segundo Fisher, a Igreja Católica muitas vezes desapontou a todos por não desafiar os jovens a fazer jus ao chamado batismal à santidade, lhes oferecendo apenas "liturgias indesejadas" e deixando de compartilhar as tradições, como o sacramento de reconciliação, peregrinações e adoração eucarística.

O arcebispo pediu desculpas às famílias, dioceses e ordens religiosas que adotaram uma "mentalidade contraceptiva" que nem sequer tentou dar origem a novas vocações. Também se redimiu pela má pregação da palavra, pela catequese falha e má direção espiritual.

Além de seu pedido de desculpas, o arcebispo de Sydney disse aos jovens: "Nunca desista de Jesus por causa de nossos fracassos. Nunca desista da Igreja, pois você pode ajudar a torná-la mais fiel. E por fim, nunca desista do mundo”.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Sínodo dos Jovens. Arcebispo pede desculpas pelos fracassos da Igreja - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV