El Salvador. Igreja pedirá ao Congresso para não privatizar a água

Revista ihu on-line

Etty Hillesum - O colorido do amor no cinza da Shoá

Edição: 531

Leia mais

Missões jesuíticas. Mundos que se revelam e se transformam

Edição: 530

Leia mais

Nietzsche. Da moral de rebanho à reconstrução genealógica do pensar

Edição: 529

Leia mais

Mais Lidos

  • “América Latina caminha para o enfraquecimento e a desintegração”. Entrevista com Juan Tokatlian

    LER MAIS
  • O sucesso estrondoso da comida ‘nua’. Os supermercados começam a dar adeus às embalagens

    LER MAIS
  • "O PIB gosta de poluição, crimes e guerras". Entrevista com David Pilling

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

25 Setembro 2018

A Igreja católica de El Salvador anunciou neste domingo que apresentará nos próximos dias pelo menos cerca de 200.000 assinaturas de cidadãos para exigir ao Congresso que não privatize a água no país.

A informação é publicada por France 24, 23-09-2018. A tradução é de Graziela Wolfart

"Vamos fazer uma primeira entrega de assinaturas aos senhores deputados, solicitando-os que aprovem uma lei geral de águas que garanta o direito fundamental à água para todos os salvadorenhos", assinalou o arcebispo de San Salvador, José Luis Escobar, em uma coletiva de imprensa depois da missa dominical na catedral metropolitana.

De acordo com o arcebispo, as assinaturas foram coletadas nas últimas semanas nas diferentes dioceses do país.

Escobar explicou que as assinaturas serão apresentadas ao Congresso na quinta-feira, dia 27 de setembro, e nesse mesmo dia a igreja católica, igrejas evangélicas e diversas organizações sociais convocaram "os salvadorenhos para uma grande marcha" nas ruas de San Salvador para exigir a não privatização da água.

Escobar acrescentou que também pediram que fosse feita uma reforma da Constituição para que se estabeleça o acesso à água "como um direito".

Em 2012, organizações sociais e acadêmicas apresentaram diante de uma comissão do meio ambiente do Congresso uma proposta de lei da água, focada em garantir o acesso universal "como um direito humano".

Mais recentemente, no final de 2017, a igreja católica apresentou outra proposta de lei no mesmo sentido.

A igreja católica, organizações sociais e universidades denunciaram que a redação da lei da água na comissão do Congresso estaria sendo influenciada por setores da iniciativa privada com o propósito de privatizar o recurso.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

El Salvador. Igreja pedirá ao Congresso para não privatizar a água - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV