Crise de abusos. Uma carta pessoal do editor-chefe da revista America, Matthew F. Malone, S.J.

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • Francisco conclui o texto sobre o Sínodo amazônico; publicação deve sair em poucas semanas

    LER MAIS
  • Celibato dos padres, Papa Francisco: com Ratzinger o caso está encerrado. Eugenio Scalfari relata seu encontro com o Papa Francisco

    LER MAIS
  • Padres casados ​​e diáconas. Os bispos alemães aceleram

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

09 Setembro 2018

"O verão americano de 2018 não foi a primeira vez que nossa fé foi testada. Provavelmente não será a última vez também. Mas o Evangelho nos diz que, mesmo quando a Igreja falha em ser fiel a Deus, Deus nunca deixa de ser fiel a nós", diz Matthew F. Malone, S.J., Presidente e Editor Chefe da revista America, em carta publicada aos leitores, 06-09-2018. A tradução é de Victor D. Thiesen.

Eis a carta.

Queridos amigos:

Esta carta não é um aviso de renovação de assinatura ou uma solicitação de apoio. Estou escrevendo a você do meu coração sobre a crise na Igreja americana.

Este é um momento agonizante para a Igreja nos Estados Unidos. Católicos em todo o país estão sofrendo com as recentes revelações de abusos sexuais cometidos por membros do clero e a falha catastrófica de muitos dos líderes da Igreja em proteger os mais vulneráveis entre nós.

Eu quero que você saiba que nós da revista America compartilhamos seus sentimentos de raiva, tristeza e medo. Como eu continuo lembrando a equipe editorial, no entanto, temos o luxo de poder fazer algo no meio do nosso sentimento de desamparo: podemos fazer o nosso trabalho. É o que temos feito neste verão e o que continuaremos a fazer nas próximas semanas, meses e anos.

Em suma, a America está aqui para você. Não nos consideramos apenas uma revista ou um website. America Media é um ministério. Como jornalistas, como evangelizadores, como seus companheiros cristãos, prometemos acompanhá-lo através deste julgamento, para fazer tudo ao nosso alcance para lhe fornecer as notícias, análises e recursos espirituais que você precisa. Acima de tudo, nos esforçaremos todos os dias para sermos fiéis à nossa missão e lema de “Perseguir a Verdade em Amor”. Precisamos ouvir as verdades das vítimas e dos sobreviventes acima de tudo. Precisamos ajudá-los a contar suas histórias. E precisamos buscar a verdade sobre os encobrimentos e fracassos, não importa aonde isso leve.

Mas, para fazer tudo isso, também precisamos de uma razão para manter a fé. Muitas pessoas estão perguntando agora por que alguém permaneceria católico à luz desse escândalo. É uma pergunta justa. Eu ouvi de muitas pessoas boas e honestas que, olhando para o registro de crimes e encobrimentos, perguntam como ainda podemos falar sobre Deus ou a Igreja de qualquer maneira significativa.

Em uma recente leitura do Evangelho na Missa, disseram a Jesus que muitos dos discípulos estavam o abandonando. Ele perguntou aos Doze Apóstolos se eles iriam sair também. Pedro responde: “Senhor, para quem iremos nós? Tu tens palavras de Vida eterna”. Como um dos nossos editores executivos disse outro dia, para aqueles de nós que preferem ficar, as palavras de Pedro são a balsa que nos apegamos em meio aos destroços da Igreja americana.

Mas a história de Pedro não termina aí. Você conhece bem: Pedro abandona Jesus, negando-o três vezes. No entanto, após a ressurreição, Jesus volta-se para Pedro, perguntando-lhe três vezes: “Você me ama?” Quando Pedro diz “sim”, Jesus responde: “Apascenta minhas ovelhas”.

O verão americano de 2018 não foi a primeira vez que nossa fé foi testada. Provavelmente não será a última vez também. Mas o Evangelho nos diz que, mesmo quando a Igreja falha em ser fiel a Deus, Deus nunca deixa de ser fiel a nós.

Deus nos ama mesmo agora. A dor do abuso e da traição é real, assim como o poder de cura do amor e da reconciliação.

Jesus Cristo ainda vive. Portanto fé, esperança e amor nunca morrerão.

Nós estamos rezando por você. Por favor, reze por nós.

Sinceramente seu irmão em Cristo,

Matthew F. Malone, S.J.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Crise de abusos. Uma carta pessoal do editor-chefe da revista America, Matthew F. Malone, S.J. - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV