Papa está amargurado, mas não pensa em renunciar

Revista ihu on-line

Planos de saúde e o SUS. Uma relação predatória

Edição: 541

Leia mais

Hans Jonas. 40 anos de O princípio responsabilidade

Edição: 540

Leia mais

Do ethos ao business em tempos de “Future-se”

Edição: 539

Leia mais

Planos de saúde e o SUS. Uma relação predatória

Edição: 541

Leia mais

Hans Jonas. 40 anos de O princípio responsabilidade

Edição: 540

Leia mais

Do ethos ao business em tempos de “Future-se”

Edição: 539

Leia mais

Mais Lidos

  • Por que o Papa Francisco não tem medo de um cisma

    LER MAIS
  • Os 12% do presidente – em que lugar da sociedade habita o bolsonarista convicto?

    LER MAIS
  • Comunhão na Igreja dos EUA ''já está fraturada''. Entrevista com Massimo Faggioli

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

29 Agosto 2018

A agência italiana Ansa atribui esta informação a fontes muito próximas do Santo Padre: o Papa Francisco está muito amargurado sobre o caso Viganò, mas não pensa em sua renúncia.

A nota é de Il Sismografo, 28-08-2018. A tradução é de Moisés Sbardelotto.

Segundo a agência, o Papa Francisco está “amargurado” devido ao dossiê elaborado pelo ex-núncio em Washington, Dom Carlo Maria Viganò, em que o diplomata vaticano o acusa de ter protegido o ex-arcebispo de Washington, cardeal Theodore McCarrick, acusado de abusos sexuais contra seminaristas, mas “não pensa na renúncia”. É o que colaboradores próximos do pontífice relatam à Ansa.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Papa está amargurado, mas não pensa em renunciar - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV