Nota de esclarecimento: pastor Inácio Lemke

Revista ihu on-line

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Mais Lidos

  • Bartomeu Melià: jesuíta e antropólogo evangelizado pelos guarani (1932-2019)

    LER MAIS
  • Do samba ao funk, o Brasil que reprime manifestações culturais de origem negra e periférica

    LER MAIS
  • Vivemos uma ‘psicopatia difusa’ na política brasileira, diz psicanalista

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

01 Agosto 2018

O pastor Inácio Lemke, 2º pastor vice-presidente da IECLB, publicou nota de esclarecimento, no Portal Luteranos, 27-07-2018. 

Nota de esclarecimento.

Diante das repercussões em vista do vídeo com minhas declarações após a visita que fiz na segunda-feira passada ao ex-Presidente Lula, venho a público esclarecer:

- há mais de 30 anos o então líder sindical Lula e eu nos conhecemos;

- nossos caminhos se cruzaram várias vezes ao longo dessas três décadas, razão pela qual nos tornamos pessoas próximas e amigas;

- após a prisão do ex-Presidente em Curitiba, religiosos das mais distintas confissões têm feito visita a ele;

- pela proximidade com ele, fui consultado para, como Pastor e amigo, visita-lo;

- com temor diante de possíveis repercussões em vista de uma visita a ele; após reflexão e oração, em coerência com o Evangelho de Jesus Cristo, entendi que era meu dever cristão visitar o amigo preso;

- e é essa a razão que me levou a visitar o ex-Presidente: fui a convite e como amigo;

- não me apresentei como se viesse em nome da minha Igreja, não fui em nome do Sínodo que presido e tampouco fui em nome do CONICConselho Nacional de Igrejas Cristãs. Reitero: fui a convite, como Pastor e amigo pessoal do ex-Presidente;

- estando com o ex-Presidente, ouvi-o, dialogamos e, antes de sair, a seu pedido orei com ele;

- com essa visita, fiz o que fizera em outras épocas enquanto Pastor atuante em comunidades da minha Igreja: visitei uma pessoa encarcerada;

- lamento profundamente se meu depoimento no referido vídeo, ainda sob o impacto da visita e tomado pela emoção, deixa entender que minha intenção teria sido outra que a acima referida;

- entendo que, ao proceder como procedi, nada mais fiz do que usar meu direito como cidadão brasileiro e Pastor.

Fraternalmente,

P. Inácio Lemke
Pastor Sinodal e P. 2º. Vice-Presidente da IECLB

Confira abaixo o vídeo que o pastor Inácio Lemke gravou em Curitiba

 

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Nota de esclarecimento: pastor Inácio Lemke - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV