Chile. A partir de segunda-feira, Igreja abrirá escritório para receber denúncias de abusos

Revista ihu on-line

Vilém Flusser. A possibilidade de novos humanismos

Edição: 542

Leia mais

Planos de saúde e o SUS. Uma relação predatória

Edição: 541

Leia mais

Hans Jonas. 40 anos de O princípio responsabilidade

Edição: 540

Leia mais

Mais Lidos

  • Sigilo em torno do Sínodo da Amazônia mostra tensão entre transparência e discernimento

    LER MAIS
  • Está chegando o cato-fascismo

    LER MAIS
  • “Facebook ameaça a democracia”, adverte Chris Hughes, cofundador da rede social

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

16 Junho 2018

Os enviados do papa à capital do Chile já se encontraram com 94 pessoas. Mons. Bertomeu: “As vítimas têm o direito de pedir uma indenização financeira”.

A reportagem é de Il Sismografo, 15-06-2018. A tradução é de Moisés Sbardelotto.

Talvez, já nesta próxima segunda-feira, no bairro de Providencia da capital chilena, área nobre onde no passado operava a Pia União Sacerdotal do famigerado Fernando Karadima, será inaugurado, na presença dos enviados do papa – Dom Charles Scicluna e Mons. Jordi Bertomeu – o escritório do episcopado chileno que terá a tarefa de recolher denúncias e informações referentes a abusos sexuais dentro das comunidades e estruturas eclesiais e eclesiásticas.

O nome do responsável do escritório será decidido com o consentimento dos enviados do papa e será imediatamente operativo, particularmente no que diz respeito à coordenação com a Justiça civil, questão discutida no encontro entre Dom Scicluna e o procurador nacional, Jorge Abbott, há dois dias.

A partir dessa sexta-feira, 15, e até domingo, 17, os dois enviados do Santo Padre já se encontram na cidade de Osorno, onde terão nove encontros importantes com os diversos componentes da diocese e alguns atos religiosos importantes.

Antes de sua viagem a Osorno, na quinta-feira à noite, em pouco menos de três dias, Scicluna e Bertomeu já haviam se encontrado com 94 pessoas.

Enquanto isso, Mons. Jordi Bertomeu, oficial da Congregação para a Doutrina da Fé, confirmou à imprensa chilena o que havia declarado na quarta-feira: “As vítimas têm o direito de pedir uma indenização financeira. Isso faz parte da luta contra a prática dos abusos. Essa chaga deve terminar imediatamente por toda a parte, certamente na Igreja, mas também na sociedade”.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Chile. A partir de segunda-feira, Igreja abrirá escritório para receber denúncias de abusos - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV