Bergoglio: O Sínodo deve ouvir os jovens para mudar a Igreja

Revista ihu on-line

Veganismo. Por uma outra relação com a vida no e do planeta

Edição: 532

Leia mais

Etty Hillesum - O colorido do amor no cinza da Shoá

Edição: 531

Leia mais

Missões jesuíticas. Mundos que se revelam e se transformam

Edição: 530

Leia mais

Mais Lidos

  • Presidente do Bradesco enquadra Bolsonaro: não está entregando o combinado

    LER MAIS
  • “O capitalismo está sob séria ameaça”, adverte Raghuram Rajan, economista que previu a crise financeira global

    LER MAIS
  • Parte do Brasil é composta de "burros trágicos"

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

09 Abril 2018

“Fiquei comovido com as palavras desse jovem que o bispo acabou de citar: ‘Os bispos realmente acreditam que os jovens podem ajudar a Igreja a mudar?’” E “posso dizer a ele e a todos vocês que essa pergunta também é muito importante para mim”. As palavras são do Papa Francisco e ditas na Sala Nervi durante um encontro com jovens da diocese de Bréscia.

A reportagem é publicada por Vatican Insider, 07-04-2018. A tradução é de André Langer.

“Para mim, também é muito importante que o próximo Sínodo dos Bispos, que tem a ver com os “jovens, a fé e o discernimento vocacional”, seja preparado com uma verdadeira escuta dos jovens. E posso atestar que isso já está sendo feito”, explicou. “Também vocês estão demonstrando isso para mim, com o trabalho que está sendo realizado na diocese de vocês – continuou o Pontífice. E quando digo ‘verdadeira escuta’, também me refiro à vontade de mudar alguma coisa, de caminhar juntos, de compartilhar sonhos, como disse aquele jovem”.

“Mas eu também tenho o direito de fazer perguntas, também eu quero fazer-lhes uma pergunta – disse Bergoglio. Vocês, com razão, perguntam se nós, bispos, estamos dispostos a ouvi-los e mudar alguma coisa na Igreja. E eu lhes pergunto: vocês estão dispostos a ouvir Jesus e a mudar algo de si mesmos? Se estão aqui, eu acredito que sim, mas eu não posso e nem quero dar isso como certo”.

“Que cada um de vocês reflita dentro de si mesmo, em seu próprio coração – convidou –, sobre o seguinte: estou disposto a fazer meus os sonhos de Jesus? Ou tenho medo que seus sonhos possam “atrapalhar” os meus? E qual é o sonho de Jesus? O sonho de Jesus é aquele que os Evangelhos chamam de Reino de Deus. O Reino de Deus significa amor a Deus e amor entre nós; formar uma grande família de irmãos e irmãs com Deus como Pai, que ama todos os seus filhos e está cheio de alegria quando um se perde, mas volta para casa. Este é o sonho de Jesus. Vocês estão dispostos a fazê-lo de vocês? Vocês estão dispostos a mudar para abraçar esse sonho?

“Jesus morreu na cruz para nos libertar dessa escravidão que não é externa, mas interna, dentro de nós – disse ele aos 3 mil jovens presentes. Quantos de nós são escravos do egoísmo, ou apegados às riquezas ou aos vícios? Essas são escravidões interiores. É o pecado que nos faz morrer por dentro. Só Ele, Jesus, pode nos salvar desse mal, mas é necessário que colaboremos, que cada um de nós diga: ‘Jesus, perdoa-me, dá-me um coração como o teu, humilde e cheio de amor’”.

Citando o exemplo dos santos, o Papa recordou Francisco de Assis: “Era um jovem cheio de sonhos, mas eram sonhos do mundo, não de Deus. Jesus apareceu a ele no crucifixo, na igrejinha de São Damião, e falou-lhe, e sua vida mudou. Ele abraçou o sonho de Jesus, despojou-se de seu homem velho, renegou seu eu egoísta e recebeu o eu de Jesus, humilde, pobre, simples, misericordioso, cheio de alegria e admiração pela beleza das criaturas”.

“E pensemos também em Giovanni Battista Montini, Paulo VI – concluiu. Estamos acostumados, justamente, a recordá-lo como papa; mas antes foi um jovem, alguém como vocês, de um povo da terra de vocês. Eu gostaria de deixar-lhes uma tarefa de casa: descobrir como era Giovanni Battista Montini na sua juventude; como era na sua família, como estudante, no oratório? Quais eram os seus ‘sonhos’. Isso, tentem pesquisar isso”.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Bergoglio: O Sínodo deve ouvir os jovens para mudar a Igreja - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV