Demissão de técnica lésbica de softball revela contradição de escola católica

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • “Não seremos salvos pelo moralismo, mas pela caridade”. Artigo do Papa Francisco

    LER MAIS
  • A contagem regressiva para a próxima pandemia

    LER MAIS
  • Carta de alerta a todas as autoridades políticas e sanitárias brasileiras sobre a Covid-19

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


01 Março 2018

Uma lésbica em Michigan foi forçada a se demitir após o seu empregador católico e a diocese local expressarem preocupação a respeito de seu casamento marcado para acontecer em breve.

O comentário é de Robert Shine, editor do New Ways Ministry, publicado por News Way Ministry, 28-02-2018. A tradução é de Isaque Gomes Correa.

Em postagem em 23 de fevereiro no Facebook, Kristen Nelson descreveu a situação de sua demissão, dizendo que a notícia de seu casamento marcado havia dado início a um “diálogo desagradável” entre ela e a Diocese de Grand Rapids. Em parte, Kristen escreveu:

“Deixaram claro através das conversas que tive com a direção da West Catholic que tanto eles quanto a Diocese ‘ensinam uma visão singular do casamento’ e que se fosse continuar com a decisão minha e de minha parceira de nos casarmos, eu não teria condições de continuar sendo técnica na West Catholic High School (…).

“Desde que me formei na West Catholic High School em 2008, sempre quis e pretendi devolver à comunidade de onde venho – comunidade que minha família e eu sempre amamos e apoiamos. Embora eu perceba, e acredito que vocês também, que a minha orientação sexual nunca gerou conflitos ou atrapalhou a minha capacidade profissional nos deveres de ensinar, infelizmente algumas pessoas não concordam, e eu não mais me senti bem-vinda a continuar lecionando na West Catholic High School”.

Kristen, que era técnica de softball na instituição havia cinco anos, disse que ficou “magoada e muito decepcionada” ao ter de sair da instituição. Esperava que os alunos, os familiares e a comunidade entendesse por que ela não permaneceria “num ambiente que se recusa a me apoiar”.

Um comunicado inicial da escola postado no Facebook foi deletado, mas Kristen publicou uma captura de tela da publicação em sua própria postagem na rede social. Em parte, o comunicado dizia:

Kristen é uma participante querida de nossa comunidade e esperamos que ela continue sendo uma participante próxima. Nós nos preocupamos muito profundamente por ela, e não conseguimos imaginar a quantidade imensa de dor que ela deve estar sentindo neste momento (...) O ato público do casamento homoafetivo, não a sua atração pelo mesmo sexo, é o foco do magistério católico. Não é somente as pessoas que vivenciam a atração homoafetiva que são chamadas a viver em castidade, mas todos nós. Ninguém está excluído do chamado de Cristo. Os ensinamentos da Igreja são escritos para a felicidade. Infelizmente, a sociedade atual oferece uma falsa esperança em ideias seculares de felicidade”.

A nota também afirmava que Kristen é ainda bem-vinda na comunidade escolar, mas que não poderia continuar trabalhando como técnica porque “não cumpre a [sua] missão primordial de liderar pelo exemplo” junto aos estudantes na religião católica.

Mais tarde, a escola postou uma nota de atualização com uma introdução onde se desculpava pela “mágoa e traição que sentimos pela nossa postagem anterior”. Esta atualização tirou o nome de Kristen e incluiu apenas referências a uma técnica de esportes. Também omitiu o parágrafo sobre Kristen ser uma “participante querida” da comunidade escolar, e deletou uma linha sobre a homossexualidade como parte de uma “falsa esperança em ideias seculares”. De acordo com o aplicativo de notícias WZZM 13, pais, membros da equipe de softball e funcionários da escola se reuniram no domingo à noite para discutir a renúncia.

Annalise Laumeyer, porta-voz da Diocese de Grand Rapids, informou em nota que Dom David Walkowiak estava “agradecido” pelas ações da direção escolar que levaram à saída de Kristen. Laumeyer acrescentou que os educadores e funcionários que “persistem em atos públicos que contrariam os ensinamentos católicos se desqualificam da oportunidade de continuar no papel de líderes dentro de uma escola católica”.

A parceira de Kristen, Maria Roberts, também se manifestou sobre o assunto em postagem no Facebook. Escreveu:

“É inaceitável, é errado, não é assim que Deus trataria alguém. Amor e aceitação não vêm dessa forma, demitindo as pessoas. Quem são eles para julgar? Dom David Walkowiak deveria se envergonhar. A direção da West Catholic deveria se envergonhar. Os alunos vão se lembrar disso, os pais deles vão se lembrar. Os atletas e as atletas vão se lembrar de que vocês afastaram a técnica deles, como riscaram uma pessoa de suas vidas, o quanto ficou claro que vocês pregam o amor, mas se contradizem de tempos em tempos”.

Maria é precisa quando escreve que as ações da escola que forçaram a saída de Kristen revelam uma contradição acentuada entre o ensino e a ação. Infelizmente, as autoridades eclesiásticas têm feito o oposto, onde deveriam servir de testemunho positivo aos alunos que formam na fé católica. Ao livremente escolherem discriminar Kristen Nelson, eles não estão respeitando a mensagem central do Evangelho, de amar uns aos outros.

Mesmo assim, Kristen mostrou ser exatamente a pessoa íntegra que as autoridades eclesiásticas alegam que ela não seria para os alunos. Kristen está vivendo autenticamente, sem ter de se desculpar por sua identidade ou pelo seu compromisso em amar. Embora treinar softball não tenha a ver com instrução religiosa, Kristen Nelson deu a seus alunos/as e jogadores/as da West Catholic High School uma valiosa lição inteiramente coerente com a fé católica.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Demissão de técnica lésbica de softball revela contradição de escola católica - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV