Dom Scicluna, enviado do papa, chegou a Santiago do Chile

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • Cardeal: a primeira pergunta que Deus faz não é sobre orientação sexual, mas sobre o cuidado com os pobres

    LER MAIS
  • Cardeal espanhol: ‘O comunismo marxista … renasceu’ no país

    LER MAIS
  • O silêncio dos teólogos. Custódia da comunhão e medo cúmplice

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

20 Fevereiro 2018

O enviado do Papa Francisco, o arcebispo de La Valletta, Malta, para esclarecer o chamado caso “Karadima-Barros” chegou nessa segunda-feira, 19, a Santiago do Chile.

A nota é publicada por Il Sismografo, 19-02-2018. A tradução é de Moisés Sbardelotto.

Antes, na cidade de Nova York, o arcebispo encontrou-se com um dos acusadores de Dom Barros, o jornalista Juan Carlos Cruz.

A partir desta terça-feira, 20, e até o dia 23 de fevereiro, o enviado papal ouvirá inúmeras pessoas envolvidas no complexo e delicado caso, e, entre elas, as outras duas pessoas que acusam o bispo de Osorno, Juan Barros Madrid, de ter acobertado os abusos sexuais de Karadima e de estar presente em diversas ocasiões, quando isso ocorreu há anos na paróquia de El Bosque.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Dom Scicluna, enviado do papa, chegou a Santiago do Chile - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV