Papa pede espaço para «voz dos trabalhadores» na Igreja

Revista ihu on-line

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Mais Lidos

  • Estudantes, trabalhadores e sonhadores. Quem eram os jovens que morreram após ação da PM em baile funk

    LER MAIS
  • Não posso me calar

    LER MAIS
  • O fim do indivíduo. Viagem de um filósofo à terra da inteligência artificial

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

20 Julho 2017

O Papa Francisco associou-se à celebração do 50.° aniversário de fundação do Movimento Mundial dos Trabalhadores Cristãos (MMTC), assinalado com um encontro internacional a decorrer em Ávila, Espanha, até sexta-feira.

“Que a voz dos trabalhadores continua a ressoar no seio da Igreja”, refere a mensagem pontifícia enviada aos participantes.

A informação é publicada por Agência Ecclesia, 18-07-2017.

O congresso reúne 120 delegados representando o movimento presente hoje em 79 países, incluindo Portugal, em volta do tema ‘Terra, casa e trabalho por uma vida digna”.

A mensagem enviada através do secretário de Estado do Vaticano, cardeal Pietro Parolin, sublinha que “a dignidade da pessoa está estritamente ligada a essas três realidades” que recordam que a experiência fundamental do ser humano “é a de sentir-se arraigado no mundo, na família e na sociedade”.

Terra, casa e trabalho significa lutar para que cada pessoa viva de maneira conforme à sua dignidade e ninguém seja descartado. Para isso, nos encoraja a nossa fé em Deus que enviou o seu Filho ao mundo para que, partilhando a história de seu povo, vivendo numa família e trabalhando com suas mãos, redimisse e salvasse o ser humano com a sua morte e ressurreição”, prossegue a mensagem papal.

Francisco exorta o Movimento Mundial dos Trabalhadores Cristãos a “perseverar com impulso renovado nos esforços de levar o Evangelho ao mundo do trabalho”.

A LOC/MTC de Portugal está representada pelos coordenadores nacionais, José Paixão e Glória Fonseca; pelo assistente nacional, padre Manuel Simões; e pela antiga coordenadora nacional Fátima Almeida, da LOC/MTC da Arquidiocese de Braga, na condição de candidata à comissão internacional do MMTC.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Papa pede espaço para «voz dos trabalhadores» na Igreja - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV