Ações individuais mais eficazes para combater as mudanças climáticas não estão sendo discutidas

Revista ihu on-line

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Mais Lidos

  • Bartomeu Melià: jesuíta e antropólogo evangelizado pelos guarani (1932-2019)

    LER MAIS
  • Bolsonaro institui o Dia do Rodeio na Festa de São Francisco de Assis

    LER MAIS
  • “O transumanismo acredita que o ser humano está em um suporte equivocado”, afirma filósofo

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

13 Julho 2017

Pesquisa indica que governos e escolas não estão comunicando as formas mais eficazes para que as pessoas, individualmente, possam reduzir suas pegadas de carbono.

A reportagem é publicada por EcoDebate, 12-07-2017. A tradução e edição é de Henrique Cortez.

Publicado na revista Environmental Research Letters , o estudo da Universidade de Lund, descobriu que as mudanças incrementais defendidas pelos governos podem representar uma oportunidade perdida para reduzir as emissões de gases de efeito estufa, nos níveis necessários para evitar 2 ° C de aquecimento climático.

As quatro ações que diminuem substancialmente a pegada de carbono de um indivíduo são: comer uma dieta baseada em plantas, evitar viagens aéreas, viver sem carros e ter famílias menores.

A pesquisa analisou 39 artigos revisados por pares, calculadoras de carbono e relatórios governamentais para calcular o potencial de uma variedade de opções de estilo de vida individuais para reduzir as emissões de gases de efeito estufa. Esta análise abrangente identifica as ações que os indivíduos poderiam tomar e que terão o maior impacto na redução de suas emissões de gases de efeito estufa.

O autor principal, Seth Wynes, disse: “Há tantos fatores que afetam o impacto climático das escolhas pessoais, mas trazer todos esses estudos lado a lado nos dá confiança, identificamos ações que fazem grande diferença. Aqueles de nós que querem avançar sobre as questões do clima precisam saber como nossas ações podem ter o maior impacto possível. Esta pesquisa trata de ajudar as pessoas a fazer escolhas mais informadas”.

“Descobrimos que existem quatro ações que podem resultar em diminuições substanciais da pegada de carbono de um indivíduo: comer uma dieta baseada em plantas, evitar viagens aéreas, alugar carros, se e quando necessário e ter famílias menores. Por exemplo, viver livre de carro economiza cerca de 2,4 toneladas de CO2 equivalente por ano, ao comer uma dieta à base de plantas economiza 0,8 toneladas de CO2 equivalente por ano.

“Essas ações, portanto, têm um potencial muito maior para reduzir as emissões do que as estratégias comumente promovidas, como a reciclagem abrangente (o que é 4 vezes menos eficaz do que uma dieta baseada em plantas) ou a mudança das lâmpadas domésticas (8 vezes menos efetivas)”.

Os pesquisadores também descobriram que nem os livros escolares canadenses nem os recursos governamentais da UE, EUA, Canadá e Austrália destacam essas ações, enfocando as mudanças incrementais com um potencial muito menor para reduzir as emissões.

A co-autora do estudo, Kimberly Nicholas, disse: “Reconhecemos que estas são escolhas profundamente pessoais. Mas não podemos ignorar o efeito climático que nosso estilo de vida realmente possui. Pessoalmente, achei realmente positivo fazer muitas dessas mudanças. É especialmente importante para os jovens que estabelecem padrões ao longo da vida para estar conscientes de quais escolhas têm o maior impacto. Esperamos que essa informação cause discussões e fortaleça os indivíduos ”, concluiu.

Fonte: IOP PUBLISHING / EurekAlert!
The climate mitigation gap: education and government recommendations miss the most effective individual actions
Seth Wynes and Kimberly A Nicholas
Published 12 July 2017 • © 2017 IOP Publishing Ltd
Environmental Research Letters, Volume 12, Number 7
http://iopscience.iop.org/article/10.1088/1748-9326/aa7541/pdf

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Ações individuais mais eficazes para combater as mudanças climáticas não estão sendo discutidas - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV