Joseph Tobin, o futuro cardeal fala sobre a sua luta contra a dependência do álcool

Revista ihu on-line

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Mais Lidos

  • O que muda (para pior) no financiamento do SUS

    LER MAIS
  • Bartomeu Melià: jesuíta e antropólogo evangelizado pelos guarani (1932-2019)

    LER MAIS
  • Ou isto, ou aquilo

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

15 Outubro 2016

“Levanta-te e anda: tua fé te salvou”. Estas são palavras do Evangelho do domingo 9 de outubro, dirigidas por Jesus ao samaritano leproso curado por suas mãos que volta para lhe agradecer. Episódio em que Joseph Tobin – nomeado cardeal pelo Papa Francisco nesse mesmo dia – se vê refletido, por ter lutado durante muito tempo contra a doença do alcoolismo.

A reportagem é de Cameron Doody e publicada por Religión Digital, 14-10-2016. A tradução é de André Langer.

O arcebispo de Indianápolis falou ao National Catholic Reporter sobre o que ele chama de “o Evangelho do alcoolismo ou do dependente recuperado”, o de Lucas 17, 11-19. Tobin – que se manteve sóbrio pelos últimos 29 anos – fez uma leitura pessoal e comovente do episódio em que Jesus Cristo cura, à distância, 10 enfermos, mas apenas um se aproxima dele para lhe agradecer. “Ele volta porque se dá conta da libertação de uma doença terrível, deformadora e alienante que o afasta daquilo que é e daqueles que ele ama”, disse Tobin. “Dá-se conta de quem é este: este é aquele que me libertou”.

Embora Tobin tenha falado várias vezes em público sobre a sua recuperação, confessa que os detalhes da sua luta continuam a emergir de forma espontânea. “Minha experiência pessoal não é a primeira coisa de que falo nas homilias ou discursos”, afirmou, “mas também não escondo, porque creio que seria falso”. “Desde já, estaria sendo mal agradecido... a quem creio que me redimiu”, acrescentou.

Além de ser pastor da Arquidiocese de Indianápolis, Tobin também é padre redentorista. A congregação à qual pertence tem como lema uma citação do Salmo 130, que começa com a oração: “Das profundezas eu clamo a ti, Senhor”. Explicou, assim, que o lema redentorista em si – Copiosa apud Eum Redemptio – significa “Com ele há copiosa redenção”, palavras de especial significado para o viciado recuperado. “Eu costumava dizer aos meus irmãos que qualquer redentorista que está se recuperando sabe o que significa ‘abundância’”, disse ao NCR.

E assim como o leproso que volta para encontrar Jesus Cristo “para dar glória a Deus”, Tobin quer, nesta nova etapa do seu ministério e da abundância de sua cura, fazer que também repouse a compaixão divina. Ele deseja, assim como o Papa Francisco, que a Igreja se converta em um “sacramento de misericórdia” para o mundo inteiro.

Para que isto aconteça, na sua opinião – para que a misericórdia se espalhe, “revelação essencial da verdadeira natureza de Deus” – todos temos que começar dando testemunho de como a misericórdia influiu em nós mesmos. Embora seja um “diálogo de vida infindável para nós, a Igreja”, como disse Tobin, é de se admirar a honestidade do prelado que impulsionou a tão necessária conversação.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Joseph Tobin, o futuro cardeal fala sobre a sua luta contra a dependência do álcool - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV