Se STF agisse antes, não haveria impeachment, diz Eugênio Aragão

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • No dia 09 de outubro de 2020, o cardeal Tolentino Mendonça abordará as contribuições de Francisco para um futuro pós-pandêmico, em conferência online

    Pandemia, um evento epocal. A encíclica Fratelli Tutti, lida e comentada por José Tolentino Mendonça, cardeal, no IHU

    LER MAIS
  • “Da crise não saímos iguais. Ou saímos melhores ou saímos piores”, afirma Papa Francisco na ONU

    LER MAIS
  • É possível o fim da espécie humana?

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


06 Mai 2016

Para Eugênio Aragão, ministro da Justiça, a decisão de Teori Zavascki que afastou Eduardo Cunha (PMDB-RJ) do mandato chegou tarde e prejudicou a presidente Dilma Rousseff. Ele acredita que ela não estaria sofrendo um processo de impeachment se o Supremo Tribunal Federal tivesse agido no final do ano passado, quando a Procuradoria-Geral da República pediu ao Supremo o afastamento do presidente da Câmara.

A informação é publicada por Folha de S. Paulo, 06-05-2016.

"Eduardo Cunha só acatou o pedido de impeachment para se vingar do PT", disse o ministro para a Folha de S. Paulo, acrescentando qeu "Se tivesse havido o reconhecimento do modo de atuação do presidente da Câmara, não estaríamos aonde estamos, não teríamos esse espetáculo deprimente de 367 deputados fazendo dedicação de voto pró-impeachment a tudo, menos ao mérito do processo".

Entretanto, Aragão considerou o afastamento de Cunha importante para o país, já que ele mostra que as instituições funcionam.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Se STF agisse antes, não haveria impeachment, diz Eugênio Aragão - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV