Hegel. Lógica e Metafísica é o tema da revista IHU On-Line desta semana

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • Requiem para os estudantes. Artigo de Giorgio Agamben

    LER MAIS
  • Juíza determina plano emergencial contra o desmatamento na Amazônia

    LER MAIS
  • “A pandemia revelou nossa vulnerabilidade”. Entrevista com Gaël Giraud

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


04 Abril 2016

A atualidade do pensamento de Georg Friedrich Hegel é, novamente, tema da revista IHU On-Line. Desta vez, a inspiração veio do VIII Congresso Internacional da Sociedade Hegel Brasileira, intitulado Lógica e Metafísica em Hegel, realizado de 28 a 30 de outubro de 2015 na Unisinos. Pesquisadores e pesquisadoras, especialistas no estudo da obra do filósofo alemão, debatem o tema.

O Prof. Dr. Diogo Falcão Ferrer, da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, Portugal, entende que Hegel realiza as possibilidades últimas da metafísica e a transforma em algo novo. A partir de sua filosofia, pode-se falar, portanto, de uma consumação da metafísica e a iniciação da pós-metafísica.

O saber que se revela na travessia em direção ao outro é a percepção apontada pelo Prof. Dr. Inácio Helfer, do PPG em Filosofia da Unisinos. Em seu ponto de vista, encontrar o saber, segundo Hegel, requer procurá-lo na diversidade.

O Prof. Dr. Paulo Konzen (Universidade Federal de Rondônia – UNIR) aprofunda o pensamento sobre conceitos-chave na filosofia de Hegel, como de Lüge (mentira), Täuschung (ilusão ou engano) e Betrug (fraude ou impostura). Longe de um olhar ligeiro sobre a questão da verdade, Hegel busca questões mais de fundo e os jogos de poder que estão implicados nas práticas discursivas e critica os “déspotas opressores”.

A inspiração de Hegel em Platão e a construção de uma teoria da razão dialética é a temática abordada pelo Prof. Dr. Eduardo Luft (PUCRS). Para ele, a necessidade de beber da fonte das contribuições platônicas deriva dos impasses do próprio pensamento hegeliano.

Segundo José Pinheiro Pertille (UFRGS), para Hegel o desenvolvimento da consciência filosófica está ligado ao ato de refletir dinamicamente. Trata-se de “pensar o pensar”, colocando o discurso em movimento no trato das coisas do mundo.

A metafísica hegeliana se mostra ainda potente na política ocidental, podendo ser vista como arma de defesa para proteger os cidadãos do capital, o operário da instrumentalização do mundo do trabalho, os povos das invasões de outros povos e assim por diante, argumenta o Prof. Dr. Danilo Vaz Curado Ribeiro de Menezes Costa (Universidade Católica de Pernambuco – Unicap).

A metafísica transmutada em lógica é o tema analisado pelo Prof. Dr. Joãosinho Beckenkamp (Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG). Em Hegel, pensar metafísica é se despir de proposições fundamentais que orientam um pensamento sistemático, acrescenta.

“Liberdade, para Hegel, é autodeterminação”, acentua Thadeu Weber, professor na PUCRS. “No entanto, a autonomia dos indivíduos não se define de forma a priori. Ela se efetiva na medida em que expressamos objetivamente nossa vontade livre no exercício efetivo dos direitos e deveres”.

Manuel Moreira da Silva, da Universidade Estadual do Centro Oeste do Paraná (Unicentro/PR), em Guarapuava, sustenta que “o projeto hegeliano de unificação da Lógica e da Metafísica consiste numa tentativa de refundação destas ciências no quadro teórico da assim chamada filosofia especulativa pura, isto é, da Lógica especulativa, que Hegel também designa como a verdadeira metafísica”.

Não existe acaso na Lógica hegeliana. “E o acaso real jamais ameaça a necessidade imanente do lógico e do espiritual”, frisa Konrad Utz, da Universidade Federal do Ceará – UFCE. E assevera: “Aquilo que é contingente na natureza e na história é justamente isso que não é determinado pela dialética”.

Jean-François Kervégan, professor de filosofia na Universidade de Paris 1 e membro do Instituto Universitário da França, na Cátedra de Filosofia da normatividade, analisa o caráter sistêmico de Hegel através de sua obra.

Também nesta edição, Marcelo de Araujo, docente na Universidade Estadual do Rio de Janeiro – UERJ, expõe e reflete sobre as previsões de Kristian Hammond, um dos fundadores da Narrative Science, e de Philip Parker, ‘autor’ de milhares de livros vendidos nas livrarias da Amazon. Segundo ele, se estas se mostrarem corretas, “algumas ideias aparentemente triviais na academia como, por exemplo, “autoria” e “originalidade” terão de ser redefinidas nos próximos anos”.

O professor André Furtado, titular do Departamento de Política Científica e Tecnológica do Instituto de Geociências da Universidade Estadual de Campinas – Unicamp, estará no IHU nos próximos dias e adianta o tema de sua conferência. Para ele, a retomada do desenvolvimento econômico no Brasil passa por uma industrialização ambientalmente responsável e socialmente justa.

Enfim, completam esta edição os artigos de Gabriel Adam, professor dos cursos de Relações Internacionais e Direito na Unisinos examinando a última cartada inesperada da Rússia, ao retirar suas tropas da Síria e de Moisés Sbardelotto, intitulado “@Franciscus, o papa no Instagram. Uma breve análise comunicacional”.

Nesta segunda-feira, dia 04 de abril, quando se celebra a memória da vida e morte de Martin Luther King, inspirados pelo seu memorável discurso “I have a dream’, o Instituto Humanitas Unisinos – o Instituto Humanitas Unisinos - IHU assume o desafio proposto pela Agência de Informação Frei Tito para a América Latina e Caribe (Adital) que, “depois de quase dois anos de reflexão”, escolheu “o IHU para dar continuidade” ao importante serviço prestado durante os últimos quase vinte anos.

Além da nota expedida pela Adital aos seus leitores e leitoras, que pode ser lida nesta edição, também publicamos a entrevista com Ermanno Allegri, idealizador e criador da Adital.

Ao IHU cabe redobrar o esforço de corresponder ao sonho expressa na nota: “Acreditamos ter encontrado um caminho para garantir a continuidade de Adital e para dar, ao mesmo tempo, um salto de qualidade em nosso trabalho de comunicação”. Este é também o nosso sonho.

A revista IHU On-Line estará disponível na segunda-feira, a partir das 17h, nesta página, nas versões html, pdf e ‘versão para folhear’.

A edição impressa circulará na terça-feira, no campus da Unisinos, a partir das 8h.

Desejamos a todas e a todos uma boa leitura e uma excelente semana!

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Hegel. Lógica e Metafísica é o tema da revista IHU On-Line desta semana - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV