Os bispos salvadorenhos proíbem os padres de estudar em universidades laicas

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • Mais de 50 mil assinaturas exigem proteção para o Padre Júlio Lancellotti

    LER MAIS
  • Massacragem dos Chiquitanos vai à ONU. Artigo de Aloir Pacini

    LER MAIS
  • Um confinamento frutífero: em que o papa Francisco trabalhou durante a pandemia?

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


Por: André | 18 Fevereiro 2016

A Conferência Episcopal de El Salvador (Cedes) proibiu os padres de fazer estudos em universidades laicas, advertindo que correm muitos riscos diante das tentações do mundo, de acordo com o semanário Orientación da Igreja católica.

A reportagem é publicada por Prensa Libre, 16-02-2016. A tradução é de André Langer.

“Levamos ao conhecimento de todos os padres da Província Eclesiástica de El Salvador, especialmente dos párocos, dos administradores paroquiais e dos vigários paroquiais, que não está permitido realizar estudos universitários em universidades laicas sem a permissão por escrito do respectivo bispo diocesano”, assinala uma carta dos bispos publicada pelo semanário em sua última edição de domingo passado.

O fato de que os padres façam cursos universitários “por iniciativa própria e em universidades laicas não é apropriado nem conveniente para nós (Igreja); pois corremos muitos riscos frente ao mundo, além de deixar em certo abandono a paróquia e a vida pastoral (...)”.

Para esta disposição, os bispos salvadorenhos dizem basear-se em uma homilia do Papa Francisco pronunciada em 26 de abril de 2015 na Basílica de São Pedro, quando ordenou 19 novos padres.

Os bispos pedem aos padres que desejam realizar seus estudos universitários “fazê-lo saber ao seu próprio bispo diocesano” para que a Conferência Episcopal possa “ir paulatinamente buscando” bolsas em alguma universidade eclesiástica ou no centro de estudos do Conselho Episcopal Latino-Americano (CELAM).

“Também não se trata de fazer qualquer curso universitário em vista de uma possível desistência do sacerdócio, o que vai contra a nossa vocação e missão, longe de nós esta tentação”, enfatiza a nota restritiva.

“Pedimos para levar isto (a proibição de ir a universidades laicas) muito a sério, como uma norma de direito particular”, adverte a Cedes.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Os bispos salvadorenhos proíbem os padres de estudar em universidades laicas - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV