Príncipe Charles lê poema de jesuíta para a meditação de Páscoa de uma escola católica

Revista ihu on-line

Clarice Lispector. Uma literatura encravada na mística

Edição: 547

Leia mais

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Mais Lidos

  • “Podemos dizer que esta crise foi um notável êxito científico e um enorme fracasso político”. Entrevista com Yuval Noah Harari

    LER MAIS
  • Necropolítica: a política da morte em tempos de pandemia. Artigo de Eduardo Gudynas

    LER MAIS
  • Pode a Igreja Católica concordar em mudar alguma coisa?

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


06 Abril 2021

O príncipe Charles leu um poema de um padre católico convertido durante a meditação da Páscoa para a principal escola católica da Inglaterra.

A reportagem é de Charles Collins, publicada por Crux, 04-04-2021. A tradução é de Wagner Fernandes de Azevedo.

O College Stonyhurst é uma instituição jesuíta fundada em 1593 na França, quando a Igreja Católica ainda era ilegal na Inglaterra. Ela se mudou para Stonyhurst, em Lancashire, em 1794.

A Meditação Anual de Páscoa da escola é feita por três seções com poesia e escritura, oração, reflexão e música. A edição deste ano está disponível no youtube, e inclui imagens de artefatos guardados no museu de Stonyhurst, incluindo espinhos da Coroa de Espinhos que pertencia a Rainha Maria da Escócia.

De acordo com o escritório do Príncipe de Gales, Charles fez suas contribuições para a Meditação de Páscoa em “apoio aos cristãos de todo o mundo”.

O príncipe leu um poema do padre jesuíta Gerard Manley Hopkins, um poeta inglês que se converteu ao catolicismo 1866. Ele estudou na Stonyhurst e depois lecionou no colégio.

Príncipe Charles leu o poema de 1877 “God’s Grandeur” (“Grandeza de Deus”, em tradução livre).

John Browne, o diretor de Stonyhurst, disse que a escola estava honrada pela participação do Príncipe de Gales e pela recitação de “God’s Grandeur”.

“O poema é oferecido como uma reflexão sobre a jornada de escuridão da Quaresma para a alegria da Páscoa. Nós estamos encantados que através da Stonyhurst, Sua Alteza Real pôde alcançar católicos e a mais ampla comunidade cristã por todo o mundo no Tempo Pascal”, disse ele.

Browne afirmou que a Meditação de Páscoa destaca a importância das gerações mais jovens, “as quais cuidarão do planeta para nos dar esperança de futuro”.

 

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Príncipe Charles lê poema de jesuíta para a meditação de Páscoa de uma escola católica - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV