O diácono Joseph Ratzinger, profeta do presente

Revista ihu on-line

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mulheres na pandemia. A complexa teia de desigualdades e o desafio de sobreviver ao caos

Edição: 548

Leia mais

Mais Lidos

  • Viagem ao inferno do trabalho em plataformas

    LER MAIS
  • Metaverso? Uma solução em busca de um problema. Entrevista com Luciano Floridi

    LER MAIS
  • A implementação do Concílio no governo do Papa Bergoglio. Artigo de Daniele Menozzi

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


29 Dezembro 2020

Pe. Pietro Messa, OFM, em comentário publicado em Il Cattolico, 27-12-2020, escreve:

Em uma das suas primeiras homilias, o diácono Joseph Ratzinger, no dia 3 de dezembro de 1950, poucos meses antes da ordenação sacerdotal, disse:

“Quem não espera nada mais do que a salvação do Ocidente deve sentir um horror desesperado diante da possibilidade da sua ruína. Para nós, não deve ser assim. Nós sabemos que a catástrofe deste mundo abre as portas para um mundo novo e mais glorioso. Nós sabemos que os temores pela queda do velho mundo são as dores de parto do novo” (P. Seewald, Benedetto XVI. Una vita, 2020, p. 284).

No atual movimento de povos, tais palavras parecem ser até uma profecia, ou seja, uma capacidade de olhar a realidade com um olhar penetrante (cf. Números 24,3).

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

O diácono Joseph Ratzinger, profeta do presente - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV