Plenária reúne mais de 100 entidades comprometidas com a defesa do SUS

Revista ihu on-line

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mulheres na pandemia. A complexa teia de desigualdades e o desafio de sobreviver ao caos

Edição: 548

Leia mais

Mais Lidos

  • Uma visão do suicídio no Brasil em resposta à outra visão apresentada

    LER MAIS
  • "É hora de reaprender a arte de sonhar com os xamãs nativos"

    LER MAIS
  • “É triste ver cristãos acomodados na poltrona”. O alerta do papa Francisco contra a acídia

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


09 Dezembro 2020

No dia 7 de dezembro, mais de 100 entidades estiveram reunidas em plenária organizada pelo movimento Frente pela Vida para reafirmar o compromisso na campanha “O Brasil precisa do SUS” que será lançada no próximo dia 15.

A reportagem é publicada por Associação Brasileira de Saúde Coletiva - Abrasco, 08-12-2020.

(Imagem: Abrasco/Divulgação)

Coordenada por Gulnar Azevedo, presidente da Abrasco, a reunião contou com a presença de parlamentares, centrais sindicais, movimentos estudantis, coletivos que representam diversas populações, entidades de comunicação e imprensa, além de associações médicas e científicas. A plenária se mostrou uma atividade necessária para garantia de direitos básicos que estão em ameaça.

Além de reforçar a importância do SUS desde a sua fundação até os dias de hoje, já que sem o sistema, o cenário da população brasileira seria muito pior, a bandeira pela vacina para todas e todos também foi levantada. Gulnar ressaltou logo na abertura: “Estamos em uma grande luta. A Frente pela Vida é um movimento que está atuando desde o primeiro semestre contra as iniciativas de desmonte do SUS. No dia 9 de junho, o movimento reuniu mais de 600 entidades em uma marcha virtual, devido aos 38 mil óbitos, atingidos naquela época. Desde então, a Frente tem se mobilizado com as entidades parceiras para que o SUS seja defendido e com uma grande ação para o dia 15, com o lançamento da campanha O Brasil precisa do SUS”.

Entidades e parlamentares reafirmaram o compromisso com a campanha em suas falas

O ex-ministro da saúde Arthur Chioro também participou e reforçou a adesão e comprometimento com a campanha ao relembrar que os 47 anos de história de imunização no Brasil, quando o calendário foi estipulado: “A vacina não vai resolver todos os problemas, mas vai amenizar. Além da pandemia, não podemos fechar os olhos também para o desmonte da política de saúde mental que está acontecendo neste momento”.

Ricardo Patah, líder da União Geral dos Trabalhadores (UGT) reforçou que a saúde é um dos temas mais caros para todos os trabalhadores e trabalhadoras. “Queremos a valorização do SUS e daqueles que estão na linha de frente. Então, recebam o apoio da UGT e demais centrais sindicais”

A representante da Frente Parlamentar em Defesa da Universidade, deputada Margarida Salomão, participou e enfatizou a importância do SUS no momento atual: “O SUS é um único recurso que o povo tem para enfrentar de uma forma justa os efeitos malignos da pandemia. Lutemos para que os recursos orçamentários seja recompostos”.

A Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade destacou a importância da campanha na fala de Maria Inez Padula: “A questão da vacina é importante, mas e o dinheiro? Existem várias propostas de APS, inclusive uma que pode desmontar o que mais fortaleceu a saúde durante a pandemia que é a Estratégia Saúde da Família, que com suas equipes multidisciplinares têm como manter uma rotina adequada para as síndromes gripais, cenário fundamental nesse momento”.

A ausência de uma liderança nacional por parte do Ministério da Saúde foi destacada por Lúcia Souto, presidente do Cebes: “A Plenária é uma ação em um momento em que a vida política brasileira está uma catástrofe sanitária. A ausência radical do Ministério da Saúde, em um contexto que é o desmonte do SUS no atacado, seja com o desfinanciamento, demonstra que sem o SUS é barbárie. Temos que arregimentar forças como essa plenária para ampliar esse campo político”.

Para encerrar, Fernando Pigatto, presidente do CNS, comemorou o registro histórico da construção que as entidades estão fazendo conjuntamente: “No dia a dia as coisas vão acontecendo. Desde agosto, não recebemos um retorno do Ministério da Saúde sobre o plano de enfrentamento que foi entregue, com objetivo de salvar mais vidas. Agora começamos outra luta pela saúde mental. Não teremos descanso e vamos abraçar a causa da vacina para todas e todos! Esses avanços tem que ser movimentos com apoio da população, não podemos recuar. A campanha começa dia 15, mas não irá parar por aí”

Materiais estão disponíveis para divulgação da campanha

Os materiais do lançamento da campanha também foram apresentados e já estão disponíveis são banneres, imagens e informativos para sites e redes sociais. Eles podem ser encontrados no site da Frente pela Vida.

A campanha “O Brasil precisa do SUS” terá início dia 15 de dezembro, com grande mobilização nacional para chamar a atenção, fortalecer o SUS e enfrentar a pandemia e impedir o desmonte do nosso sistema público de saúde, mantendo-o universal, integral e gratuito.

 

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Plenária reúne mais de 100 entidades comprometidas com a defesa do SUS - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV