Diocese polonesa é investigada por encobrimento de abusos

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • Um futuro social-ecológico? As alianças verdes-rosas-vermelhas nas eleições francesas

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


27 Junho 2020

Em maio, o primaz da Polônia pediu que o Vaticano investigasse Dom Edward Janiak, bispo de Kalisz, pelo seu papel no suposto encobrimento de abusos sexuais infantis cometidos por um padre.

A reportagem é publicada por La Croix International, 26-06-2020. A tradução é de Moisés Sbardelotto.

O Papa Francisco nomeou um administrador para gerir a diocese polonesa de Kalisz, cujo bispo havia sido denunciado a Roma, para que o seu suposto encobrimento de abuso sexual infantil por parte de um padre fosse investigado.

“O Santo Padre nomeou Dom Grzegorz Ryś, arcebispo metropolitano de Łódź, na Polônia, como administrador apostólico sede plena da Diocese de Kalisz, na Polônia”, informou a Sala de Imprensa do Vaticano no dia 25 de junho.

“Sede plena” significa que a sé não está vaga, e o atual bispo diocesano acusado, Dom Edward Janiak, 67 anos, ainda é chefe da diocese.

No mês passado, o arcebispo Wojciech Polak, primaz da Polônia, havia pedido que o Vaticano investigasse Dom Janiak pelo seu papel no encobrimento de abusos sexuais infantis por parte de um padre.

O pedido do arcebispo Polak, que também atua como delegado da Comissão para a Proteção Infantil da Conferência dos Bispos da Polônia, veio imediatamente após o lançamento do documentário “Hide and Seek” na internet.

O filme foi produzido por dois irmãos que alegaram ter sido abusados sexualmente quando crianças dentro da Igreja na Polônia, fato que teria sido encoberto pela hierarquia. Ele detalha especificamente o abuso cometido por um padre da Diocese de Kalisz.

O pedido do arcebispo Polak é o primeiro na Polônia a ser processado sob as regras impostas pelo motu proprio Vos estis lux mundi promulgado pelo Papa Francisco no ano passado para denunciar bispos acusados de cometer ou encobrir o abuso sexual de menores ou de adultos vulneráveis.

 

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Diocese polonesa é investigada por encobrimento de abusos - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV