Coronavírus (Covid-19): Saída precoce do isolamento levaria a confinamentos mais longos, diz estudo

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • “O coronavírus é um pedagogo cruel”. Entrevista com Boaventura de Sousa Santos

    LER MAIS
  • Religião remixada

    LER MAIS
  • A foto do migrante no colo do marinheiro: “É a Pietà do mar”

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


05 Abril 2020

Um grupo de pesquisadores da Universidade Federal do ABC e da Universidade de Bristol construiu um software que simula diferentes cenários de evolução da transmissão comunitária do Coronavírus (Covid-19). Sob determinadas condições de confinamento, de reintrodução do vírus no ambiente, imunidade ou mutação das cepas do patógeno, as análises apontam que o novo Coronavírus pode perpetuar-se, provocando surtos de epidemia recorrentes por tempo indeterminado. Isso submeteria a população a novos períodos de confinamento e a impactos econômicos ainda mais profundos até a criação e popularização de vacinas e outros tratamentos.

A informação é da Universidade Federal do ABC, publicada por Ecodebate, 03-04-2020.

Segundo a constatação dos acadêmicos, a saída da quarentena e do isolamento representa um fator decisivo, pois caso isso ocorra de forma antecipada pode reiniciar um processo agudo de contaminação. José Paulo Guedes, um dos autores do trabalho, economista e professor da UFABC conta que todos os casos simulados reforçam a eficácia da estratégia de confinamento máximo, extremo, como a melhor forma de achatar a curva de dispersão do vírus. “A eficácia mais garantida depende de uma alta porcentagem de isolamento de aproximadamente 90% das pessoas durante os surtos de contaminação”, aponta o pesquisador.

Segundo ele, como um agente contaminado é reintroduzido a cada três meses no ambiente, mesmo que tenhamos alta imunidade ao vírus, um comportamento cíclico de contágio só cessaria caso fosse estabelecido o isolamento nesse nível durante os surtos. O draft do artigo acadêmico avaliou diferentes cenários, em que o mais pessimista considera a inexistência de confinamento e isolamento: nessa condição, enfrentaríamos uma recorrência de surtos de contaminação social (crescimentos seguidos de baixas) em curtos períodos de tempo e a convivência com o Coronavírus por tempo indeterminado. “Além do fator social evidente, podemos dizer que a previsão atual de quedas drásticas nos PIBs dos países desenvolvidos, algo que pode chegar até -18%, será ainda pior em um cenário cíclico”, comenta Guedes.

A ferramenta funciona on-line e pode ser abastecida livremente por usuários para simulações, usando parâmetros como densidade populacional, imunidade, capacidade e janela de transmissão, dentre outros. A aplicação adaptou um modelo desenvolvido em 1998 que simula a disseminação do vírus da gripe, agora reprogramado com as condições conhecidas do novo “supervírus”.

Os pesquisadores desenvolveram a plataforma de maneira independente e buscam financiamento de agências de fomento para ampliar as variáveis e envolver especialistas de outras áreas. O software é aberto para uso público com objetivo de servir tanto para fins educacionais e de pesquisa, como para, de forma cautelosa, tomada de decisões.

Junto com José Paulo Guedes, assinam a pesquisa e o código do simulador Patrícia Camargo Magalhães (física, pós-doutoranda na Universidade de Bristol) e Carlos da Silva dos Santos (cientista da computação e professor da UFABC).

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Coronavírus (Covid-19): Saída precoce do isolamento levaria a confinamentos mais longos, diz estudo - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV