Parlamento Europeu declara o estado de emergência climática

Revista ihu on-line

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Mais Lidos

  • Irreverência

    LER MAIS
  • Uma prova do conclave. O próximo papa assumirá o nome da Comunidade de Santo Egídio

    LER MAIS
  • “Eu estou tirando Deus da Bíblia”. Entrevista com Marc-Alain Ouaknin

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

02 Dezembro 2019

Posição histórica tomada pelo Parlamento Europeu, que declarou nesta sexta-feira a emergência climática e ambiental na Europa e no mundo, dando luz verde a uma resolução não legislativa. O Parlamento Europeu relança, portanto, o desafio à futura Comissão Europeia, liderada por Ursula von der Leyen, que, entretanto, anunciou que colocará na pauta uma nova agenda verde.

A informação é publicada por L'Osservatore Romano, 29/30-11-2019. A tradução é de Luisa Rabolini.

Pela primeira vez, um continente inteiro pede vigorosamente à União Europeia que se comprometa com a Conferência das Nações Unidas sobre as mudanças climáticas COP25 - a ser realizada de 2 a 13 de dezembro em Madri - por uma redução a zero das emissões de gases de efeito estufa até 2050.

Na resolução aprovada, solicita-se que a Comissão Europeia garanta que todas as propostas legislativas e orçamentárias pertinentes estejam plenamente alinhadas com o objetivo de limitar o aquecimento global a menos de 1,5 graus centígrados em relação aos níveis pré-industriais, conforme solicitado pelo Acordo de Paris.

Além disso, o Parlamento exortou a UE a apresentar à Convenção das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas uma estratégia para alcançar a neutralidade climática até 2050. Os eurodeputados também pedem à nova presidente da Comissão Europeia que inclua no Green New Deal Europeu um meta de redução de 55% nas emissões de gases de efeito estufa até 2030.

A notícia da decisão tomada pelo Parlamento Europeu chegou no momento em que a quarta greve das "sextas-feiras para o futuro" estava em andamento em nível global. Ao mesmo tempo, também estava ocorrendo a chamada "Black Friday", o dia que abre a temporada comercial natalina, combinando assim os esforços ambientais com a luta contra o consumismo. O movimento de jovens pela luta contra as mudanças climáticas - inspirado pela ativista sueca Greta Thunberg - quis responder ao dia mundial do consumo com o "Block Friday", ou seja, um dia de protesto, contra "esse modelo insustentável". "Youth for climate", o movimento estudantil que organiza os protestos chamados "Fridays for future", apesar de ter pouco mais de um ano de vida, conseguiu em setembro passado - por ocasião do terceiro dia da greve mundial - trazer para as ruas de todo o mundo, mais de 7 milhões de jovens entusiasmados.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Parlamento Europeu declara o estado de emergência climática - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV