Os bookmakers não têm dúvida: o Prêmio Nobel da Paz vai para Greta Thunberg

Revista ihu on-line

A fagocitose do capital e as possibilidades de uma economia que faz viver e não mata

Edição: 537

Leia mais

Juventudes. Protagonismos, transformações e futuro

Edição: 536

Leia mais

No Brasil das reformas, retrocessos no mundo do trabalho

Edição: 535

Leia mais

Mais Lidos

  • Vaticano abre as portas para a ordenação de homens casados em regiões isoladas

    LER MAIS
  • Renda do trabalhador mais pobre segue em queda e ricos já ganham mais que antes da crise

    LER MAIS
  • A última entrevista de Francisco com os jesuítas é reveladora – também de suas contradições

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

12 Junho 2019

Em Londres os bookmakers da Ladbrokes, por exemplo, em caso de vitória, hoje oferecem 3 libras para cada libra apostada: em outras palavras, dão a Greta 1 a 3, uma probabilidade de 33%. Que para o Papa Francisco cai para 6%.

A reportagem é publicada por La Repubblica, 11-06-2019. A tradução é de Luisa Rabolini.

Greta Thunberg nas manifestações do FridaysForFuture (Foto: FridaysForFuture)

Manifestações do FridaysForFuture (Foto: Grist.org)

De acordo com os bookmakers de Londres, autoridades mundiais no campo das apostas, não há dúvida: a grande favorita para o próximo Prêmio Nobel da Paz é Greta Thunberg, a ativista sueca de 16 anos que iniciou o movimento global das "FridaysForFuture", que luta contra as mudanças climáticas. Uma candidatura que - como relata hoje a Welt- relega o papel de outsider a personagens do calibre de Ângela Merkel, Donald Trump ou Papa Francisco.

Assim, depois de já ter sido nomeada a mulher do ano pelos jornais suecos e enquanto se anuncia um título honorário na universidade belga de Mons, logo o nome da jovem poderia aparecer ao lado daqueles de Martin Luther King, Nelson Mandela, Willy Brandt, Madre Teresa de Calcutá, Desmond Tutu e o Dalai Lama.

O Prêmio é concedido anualmente pelo Comitê para o Nobel norueguês, composto por cinco pessoas escolhidas pelo Parlamento norueguês. O mais recente prêmio foi concedido em 5 de outubro de 2018 ao ginecologista congolês e à ativista yazidi vítima de crimes do Estado Islâmico no Iraque, "por seus esforços para acabar com o uso da violência sexual como arma de guerra e conflito armado".

A casa de apostas da Ladbrokes, por exemplo, no caso de a vitória da jovem ativista sueca, hoje oferece 3 libras para cada libra apostada: em outras palavras, eles dão Greta 1 a 3, uma probabilidade de 33%. Entre os "concorrentes" da ativista sueca, alguma chance parece ter a primeira-ministra neozelandesa Jacinda Ardern, que impressionou o mundo por seu posicionamento firme e, ao mesmo tempo, compassivo após os atentados às mesquitas em Christchurch, mas que estaciona em 17%.

Seguem-se o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR), com 11% e Repórteres Sem Fronteiras, com 9%. O Papa Francisco está distanciado de vários pontos, já que não passa de 6%.

Outras casas de apostas são ainda mais claras: para a Uniber as possibilidades de Greta são de cerca 44%, para a Betway chegam a 50%. Como lembra a Welt, a Betway dá à chanceler Angela Merkel 12% e a Donald Trump 10%. No papel, não há jogo contra a pequena Greta.

Veja alguns vídeos de Greta Thunberg:

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Os bookmakers não têm dúvida: o Prêmio Nobel da Paz vai para Greta Thunberg - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV