Eletrochoque

Revista ihu on-line

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Vilém Flusser. A possibilidade de novos humanismos

Edição: 542

Leia mais

Planos de saúde e o SUS. Uma relação predatória

Edição: 541

Leia mais

Mais Lidos

  • Papa Francisco tem o seu próprio ''Sínodo do Cadáver''

    LER MAIS
  • “A Igreja, e principalmente a Igreja na Amazônia, não será mais a mesma após este Sínodo”. Entrevista com o Pastor Inácio Lemke

    LER MAIS
  • Chile. O orgulho de resistir tomou as ruas

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

11 Fevereiro 2019

Falamos por aqui na quarta passada sobre a nota técnica do Ministério da Saúde que 'enterra' a reforma psiquiátrica. Uma das partes que mais chama atenção do documento é o respaldo ao uso da eletroconvulsoterapia, o famigerado eletrochoque. A Folha explica que o procedimento é regulado desde 2002 pelo Conselho Federal de Medicina. Segundo o jornal, apesar do “preconceito” e do “estigma” em torno da técnica, “os aparelhos evoluíram nas últimas décadas e os cuidados para que o paciente não sinta dor ou desconforto também”.

A reportagem é de Outra Saúde, 11-02-2019.

A longa matéria traz um quadro com prós e contras do uso da eletroconvulsoterapia. Alguns dos contras: muitos pacientes têm comprometimento da memória; a técnica pode ser usada como forma de ganhar dinheiro; planos de saúde gastam menos com poucas sessões de eletroconvulsoterapia do que com psicoterapia por um longo período. Apesar disso, estudos nacionais e internacionais apontam a eficácia no tratamento da esquizofrenia, depressão profunda e transtornos bipolares e pesquisadores da USP e da Unifesp se debruçam sobre esses efeitos “há anos”, diz a reportagem.

Na já longínqua quinta-feira, o Estadão ouviu  o ministro Luiz Henrique Mandetta sobre a nota técnica. Na ocasião, ele disse desconhecer o texto e depois de ouvir as medidas ali elencadas, disparou: "Sem dúvida são polêmicas".

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Eletrochoque - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV