Mônica Hortegas na oração inter-religiosa desta semana

Revista ihu on-line

Etty Hillesum - O colorido do amor no cinza da Shoá

Edição: 531

Leia mais

Missões jesuíticas. Mundos que se revelam e se transformam

Edição: 530

Leia mais

Nietzsche. Da moral de rebanho à reconstrução genealógica do pensar

Edição: 529

Leia mais

Mais Lidos

  • Carta do Papa Francisco a Leonardo Boff

    LER MAIS
  • 'Plantar horta na cidade é fazer micropolítica', diz Aílton Krenak

    LER MAIS
  • “O problema da violência sexual é político, não moral”. Entrevista com Rita Segato

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

19 Outubro 2018

Neste espaço se entrelaçam poesia e mística. Por meio de orações de mestres espirituais de diferentes religiões, mergulhamos no Mistério que é a absoluta transcendência e a absoluta proximidade. Este serviço é uma iniciativa feita em parceria com o Prof. Dr. Faustino Teixeira, teólogo, professor e pesquisador do PPG em Ciências da Religião da Universidade Federal de Juiz de Fora - MG.

Dá-me a palavra

Dá-me a palavra mais simples,
a que sobrevoa um céu da tarde.
Dá-me o olhar da criança extasiada
com a única flor que cai do ramo frondoso.
Ela não olha para a imensidão.
Apenas olha para a pequenez da vida
e se deslumbra.
Dá-me a pequena alegria
ou afasta-me dela
para que, a perdendo,
eu busque novamente
pela mesma ânsia da vida.
Tu bem sabes
que o pouco me agrada:
Uma xícara de chá
O ronronar do gato
O início da primavera.
Quando se perde o pouco,
que eu aprenda com Jó
o valor do nada.
E do nada volte à palavra simples.
Apenas um ah! frente a vida.
Essa lição
chamada mística.

Mônica Giraldo Hortegas


Mônica Hortegas | Arquivo pessoal

Mônica Hortegas é poeta, psicóloga e atualmente faz o doutorado em ciência da religião na Universidade Federal de Juiz de Fora, onde estuda o self em um poema chinês do século XII, chamado O Boi e o Pastor. Publicou dois livros de poemas: Passeio de Barco (2011) e Aldravia (2017). Publicou também o livro: Mandalas, o impacto das tradições religiosas na obra de C.G. Jung (Fonte Editorial, 2016).

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Mônica Hortegas na oração inter-religiosa desta semana - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV