Papa: convido os fiéis do mundo a rezar pela Igreja, atacada pelo diabo

Revista ihu on-line

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Vilém Flusser. A possibilidade de novos humanismos

Edição: 542

Leia mais

Vilém Flusser. A possibilidade de novos humanismos

Edição: 542

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Vilém Flusser. A possibilidade de novos humanismos

Edição: 542

Leia mais

Vilém Flusser. A possibilidade de novos humanismos

Edição: 542

Leia mais

Mais Lidos

  • Uma análise de fundo a partir do golpe de Estado na Bolívia

    LER MAIS
  • Gregório Lutz e a reforma litúrgica no Brasil. Artigo de Andrea Grillo

    LER MAIS
  • Lula desequilibra o jogo. Craque é craque

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

01 Outubro 2018

A Igreja está sob ataque e o Papa Francisco, no dia da memória litúrgica dos três arcanjos Miguel, Gabriel e Rafael, pediu ao povo cristão uma oração especial durante o mês de outubro. É uma iniciativa que indica a preocupação do Bispo de Roma com o escândalo dos abusos sexuais contra menores e com a dimensão que tem tomado os ataques contra o Papa, a Cúria e os bispos por parte de quem cotidianamente semeia divisões e destila ódio contra os sucessores dos apóstolos, favorecendo a difusão de uma mentalidade cismática. Os fatos estão diante de todos: o uso instrumental do escândalo da pederastia, utilizado para disputas de poder na Igreja, o estado permanente de acusação contra o Pontífice, a crítica feroz e incessante a sua pessoa, fale o que falar e faça o que fizer.

A reportagem é de Andrea Tornielli, publicada por Vatican Insider, 29-09-2018. A tradução é de Graziela Wolfart.

“O Santo Padre – informa a Sala de Imprensa vaticana – decidiu convidar todos os fiéis, do mundo todo, a rezar o Santo Rosário todos os dias, durante todo o mês mariano de outubro; e a unir-se, desta maneira, em comunhão e em penitência, como povo de Deus, para pedir à Santa Mãe de Deus e a São Miguel Arcanjo que protejam a Igreja do diabo, que sempre pretende nos separar de Deus e entre nós”
.
Há alguns dias, Francisco se reuniu com o padre Fréderic Fornos, diretor internacional da Rede Mundial de Oração pelo Papa, e lhe pediu que difundisse no mundo todo este seu chamado aos fiéis, convidando-os a concluir a oração do Rosário com a antiga invocação: “Sub Tuum Praesidium” [Sob sua proteção], e com a oração a São Miguel Arcanjo que nos protege e ajuda na luta contra o Mal. A oração – afirmou o Pontífice em 11 de setembro, durante a homilia matutina na Casa Santa Marta, citando o livro de Jó – “é a arma contra o Grande Acusador, que anda pelo mundo ‘buscando como acusar’. Somente a oração pode derrotá-lo. Os místicos russos e os grandes santos de todas as tradições aconselhavam, nos momentos de turbulência espiritual, proteger-se sob o manto da Santa Mãe de Deus, pronunciando a invocação: ‘Sub Tuum Praesidium’”.

A invocação “Sub Tuum Praesidium” diz assim: “Sob tua proteção buscamos refúgio, Santa Mãe de Deus. Não menosprezes as nossas súplicas, que estamos na provação, e livra-nos de todo perigo, oh Virgem Gloriosa e Bendita”.

“Com este pedido de intercessão – informa a Sala de Imprensa – o Santo Padre pede aos fiéis de todo o mundo que rezem para que a Santa Mãe de Deus ponha a Igreja sob seu manto protetor: para preservá-la dos ataques do maligno, o grande acusador, e fazê-la, ao mesmo tempo, cada vez mais consciente das culpas, dos erros, dos abusos cometidos no presente e no passado”, e comprometida no combate, na certeza de que “o mal não prevalece”. O Santo Padre também pediu que a oração do Santo Rosário durante o mês de outubro seja concluída com a oração escrita por Leão XIII: “São Miguel Arcanjo, defende-nos na luta. Seja nosso amparo contra a perversidade e artimanhas do demônio. Que Deus manifeste sobre ele seu poder, é nossa humilde súplica. E tu, oh Príncipe da Milícia Celestial, com o poder que Deus te conferiu, atire Satanás ao inferno, e também os outros espíritos malignos que vagam pelo mundo para a perdição das almas. Amém”.

“As divisões são a arma que o diabo tem mais à mão para destruir a Igreja em seu interior”, afirmou o Pontífice há dois anos. Faz alguns dias, depois do clamoroso “comunicado” do ex-núncio Viganò, que concluía pedindo a renúncia do Papa, Francisco disse: “Com as pessoas que buscam somente o escândalo e a divisão”, diante dos “cães ferozes” que buscam a guerra e não a paz, o único caminho que se pode recorrer é o do “silêncio” e da “oração”.

O novo calendário litúrgico reúne em um único dia a festa dos três arcanjos. Miguel aparece na Bíblia, no Livro de Daniel, como o primeiro dos príncipes e guardiões do povo de Israel; indica-se que é o arcanjo, na carta de Judas, no Livro do Apocalipse. E é aquele que guia os outros anjos na batalha contra o dragão, ou seja, o demônio. E é ele quem o derrota.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Papa: convido os fiéis do mundo a rezar pela Igreja, atacada pelo diabo - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV