Relatório das Nações Unidas por ocasião do Dia Mundial para os povos indígenas. Cinco mil culturas correm o risco de desaparecer

Revista ihu on-line

Missões jesuíticas. Mundos que se revelam e se transformam

Edição: 530

Leia mais

Nietzsche. Da moral de rebanho à reconstrução genealógica do pensar

Edição: 529

Leia mais

China, nova potência mundial – Contradições e lógicas que vêm transformando o país

Edição: 528

Leia mais

Missões jesuíticas. Mundos que se revelam e se transformam

Edição: 530

Leia mais

Nietzsche. Da moral de rebanho à reconstrução genealógica do pensar

Edição: 529

Leia mais

China, nova potência mundial – Contradições e lógicas que vêm transformando o país

Edição: 528

Leia mais

Mais Lidos

  • 50 anos após a morte de Merton, ''finalmente o estamos entendendo''

    LER MAIS
  • “Para se defender, o neoliberalismo faz a democracia se esgotar”. Entrevista com Grégoire Chamayou

    LER MAIS
  • O enigma dos “Coletes Amarelos”

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

10 Agosto 2018

De acordo com um relatório das Nações Unidas as populações autóctones contam com 370 milhões de pessoas espalhadas por 90 países em todo o mundo. Os indígenas representam 5 por cento da população do mundo e estão entre os indivíduos mais marginalizados do planeta. Suas 5000 diferentes culturas correm o risco, todos os dias, de desaparecer pelas normas dominantes das sociedades em que residem.

A informação é publicada por L’Osservatore Romanno, 09/10-08-2018. A tradução é de Luisa Rabolini.

Língua, costumes, ritos e tradições ancestrais são susceptíveis de serem abandonados por causa das discriminações e injustiças, e com eles perde-se a identidade dessas pessoas. Não só isso, a maior parte dos recursos genéticos do planeta está localizada nas terras dos povos indígenas. Suas práticas de subsistência e o seu conhecimento ecológico contribuem significativamente para o desenvolvimento sustentável e conservação da biodiversidade.

É por isso que a ONU, em 9 de agosto, celebra o dia dos povos indígenas e para sensibilizar a comunidade internacional sobre os seus direitos e necessidades proclamou 2019 o ano das línguas indígenas, encorajando os países a respeitar as diversidades e promover o diálogo intercultural.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Relatório das Nações Unidas por ocasião do Dia Mundial para os povos indígenas. Cinco mil culturas correm o risco de desaparecer - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV