''Somos todos culpados quando compramos produtos sem perguntar a origem.'' Entrevista com Ugo Fragassi

Revista ihu on-line

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mulheres na pandemia. A complexa teia de desigualdades e o desafio de sobreviver ao caos

Edição: 548

Leia mais

Mais Lidos

  • "É hora de reaprender a arte de sonhar com os xamãs nativos"

    LER MAIS
  • Uma visão do suicídio no Brasil em resposta à outra visão apresentada

    LER MAIS
  • “É triste ver cristãos acomodados na poltrona”. O alerta do papa Francisco contra a acídia

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


08 Agosto 2018

“Somos culpados quando não fazemos compras éticas”, afirma o empresário italiano Ugo Fragassi, presidente da sociedade cooperativa A.T.S. Monte Maggiore, especializada em reflorestamento e engenharia ambiental.

A entrevista foi publicada em La Stampa, 07-08-2018. A tradução é de Moisés Sbardelotto.

Eis a entrevista.

O negócio do trabalho irregular e temporário agrícola é estimado em 4,8 bilhões de euros. Um dado que dá arrepios, mas que parece destinado a ficar sem soluções. Como empresário agrícola e dirigente nacional da LegaCoop, o senhor tem uma solução possível?

Eu tenho alguns pequenos conselhos. É preciso idealizar um modelo de hospitalidade legal e social que temos em mente há anos, que estudamos com o sociólogo Leonardo Palmisano.

A região da Puglia já tentou isso, mas, no fim, tornou-se um gueto.

Nós pensamos em pequenas pousadas de trabalho. Imaginamos work compounds para no máximo 150 pessoas com todos os serviços relacionados. Incluindo transporte.

O que os impede de realizar o projeto, pelo menos um primeiro modelo experimental?

Devemos pensar em um planejamento integrado e compartilhado. Fazer tudo juntos, público e privados.

O ministro Salvini chega nesta terça-feira a Foggia. O primeiro-ministro também irá. O que o senhor gostaria de lhes dizer?

Estou no exterior, mas o convite a todos os governantes, locais e nacionais, é de irem conhecer a realidade e entender o que pode funcionar. Para nós, empresários de Foggia, por sua vez, é preciso cooperação. Que faltou até agora. Há uma espécie de familismo amoral nas empresas agrícolas da Puglia: cada um pensa na sua horta.

Quem é mais culpado: os governos locais ou nacionais?

Somos todos culpados. Somos culpados quando compramos molho de tomate e não perguntamos de onde vem, quem colheu aqueles tomates. Somos culpados ao não tornar rastreáveis os produtos alimentares. Somos culpados quando não fazemos compras éticas.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

''Somos todos culpados quando compramos produtos sem perguntar a origem.'' Entrevista com Ugo Fragassi - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV